Capa da Publicação

Snyderverso: o que veríamos numa continuação da Liga da Justiça de Zack Snyder?

Por Gus Fiaux

Após anos de clamor dos fãs e campanhas fervorosas na internetLiga da Justiça de Zack Snyder finalmente foi lançado para o público. Com quatro horas monumentais e muitas cenas que não estavam no corte que foi parar nos cinemas, o filme está sendo bem recebido e ainda planta várias sugestões para uma continuação. Porém, com Zack Snyder fora dos planos da DC Comics nos cinemas, essa sequência provavelmente não será feita.

Isso não nos impede de observar e teorizar sobre o que seriam as continuações de Liga da Justiça. Sabemos que um dos planos originais era fazer três filmes da equipe, mais uma série de spin-offs e derivados focados nos heróis solo. Pensando nisso, aqui reunimos todas as informações e detalhes que temos a respeito do “Snyderverso”, além de tudo o que poderíamos ver em Liga da Justiça 2 3!

Liga da Justiça 2

Originalmente anunciado para 2019, o segundo filme da Liga da Justiça sequer saiu do papel, especialmente após o fracasso retumbante do primeiro filme nas bilheterias e na crítica. A Warner varreu os planos para baixo do tapete e nunca retomou conversas com outros diretores e roteiristas para produzir uma sequência. Com o lançamento de Liga da Justiça de Zack Snyder, os fãs ficaram sabendo de mais detalhes da trama dessa segunda aventura.

De acordo com o próprio Zack Snyder, o filme seria voltado para explorar o futuro alternativo do Knightmare (ou seja, as sequências de “sonho” onde o Batman encontra um mundo desolado nas mãos de Darkseid, com boa parte dos heróis mortos e o Superman a serviço do Regente de Apokolips). Nesse futuro, seguiríamos os heróis enquanto eles tentam enviar o Flash ao passado para que uma tragédia seja evitada.

No presente, temos a grande invasão de Darkseid na Terra. O vilão se alia a Lex Luthor e mata Lois Lane para provocar o Homem de Aço. Cheio de culpa e ódio em seu coração, o Superman sucumbe à Equação Anti-Vida e se torna um servo de Darkseid, motivo pelo qual ele é um dos “carrascos” do futuro alternativo. A trama então seguiria a versão futura da “Liga da Justiça” composta por Batman, MeraFlashCiborgueExterminador Coringa. 

Esses aliados improváveis então precisariam se unir para invadir uma catedral abandonada em Gotham City, para conseguirem uma Caixa Materna que pudesse dar energia suficiente para o Flash retornar ao passado e impedir a morte de Lois Lane. De muitas formas, parece bastante com outros filmes de super-heróis que lidam com viagem no tempo para remediar catástrofes, como Vingadores: Ultimato e X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.

Liga da Justiça 3

O terceiro filme, por sua vez, seria a batalha épica que muitos fãs esperavam. Na trama, veríamos o Flash finalmente entrando em contato com o Batman do passado e mandando o alerta para que Lois Lane fosse salva. Dessa forma, o Superman não sucumbiria à Equação Anti-Vida e não se tornaria um vilão, apagando o futuro distópico e dando início a uma grande batalha pela Terra.

Nessa batalha, vários exércitos se uniriam mais uma vez para refrear o ataque de Darkseid e dos Novos Deuses de Apokolips. O Aquaman traria os Atlantes, a Mulher-Maravilha traria as Amazonas e vários aliados apresentados nos filmes anteriores se juntariam para repelir a ameaça alienígena, enquanto o Superman estaria acima de todos coordenando ataques furiosos ao Titã Sombrio.

Sabemos que, nos planos originais de Snyder, o Batman se sacrificaria pela Terra. Então, Superman e Lois teriam um filho juntos que seria chamado de Bruce Kent. Ele não teria poderes, mas cresceria e assumiria o manto do Batman – por outro lado, havia um plano original para que o Batman (Bruce Wayne) e Lois Lane se apaixonassem depois da morte do Superman, mas a Warner Bros. vetou a ideia e ela não seria incorporada a esse universo.

De acordo com Snyder, o filme seria quase que uma continuação de Homem de Aço, dando mais destaque para o Superman. O diretor afirma que o herói seria o líder do “exército dos humanos”. Há também rumores e teorias de que o filme poderia trazer figuras como os Lanternas Verdes e até mesmo os Novos Deuses de Nova Gênese, que seriam aliados na luta contra Darkseid e suas hordas.

Spin-offs e derivados

Porém, Liga da Justiça 2 eram apenas uma parte desse universo. Outras produções chegaram a ser planejadas pela Warner Bros. e iriam se ligar direta ou indiretamente à trama dos filmes da equipe. Em especial, três filmes se destacam. Um deles foi sumariamente cancelado, o outro passou por várias mudanças em sua concepção e o terceiro pode ter alguma ligação, ainda que mínima, com a cronologia do Universo Estendido da DC Comics.

Ciborgue

Como Liga da Justiça de Zack Snyder deixa bem explícito, o Ciborgue era um dos pontos principais de toda a história da Liga da Justiça nos cinemas. Por conta disso, quando a Warner ainda estava tentando formular seu plano de ação para o Universo Estendido da DC Comics, o herói teria um projeto solo, marcado para 2020.

Ainda não sabemos ao certo o que esse filme teria trabalhado e quais seriam os antagonistas ou aliados de Victor Stone. Alguns suspeitam que o longa teria sido a porta de entrada para os Jovens Titãs no DCEU, mas é muito provável que o estúdio sequer chegou a desenvolver um roteiro para a produção.

O filme foi cancelado quando os planos mudaram após o fracasso de Liga da Justiça (2017), já que o estúdio deu prioridade a projetos e franquias que não se ligavam necessariamente ao universo elaborado por Zack Snyder. Até o momento, não sabemos se esse filme voltará a ser produzido, mas é bem pouco provável, ainda mais após os atritos e acusações de Ray Fisher contra executivos de alto escalão da Warner.

Batman

Liga da Justiça de Zack Snyder também estabelecia um gancho para o filme solo do Batman, que estava nos planos originais da Warner e teria sido lançado após 2018. O longa passou por muitos problemas e mudanças em sua produção, o que levou a uma cisão entre Ben Affleck e a Warner. Affleck até pretendia dirigir o filme em certo ponto, mas acabou deixando o projeto e o papel do Batman.

O filme teria se focado nas aventuras do Cavaleiro das Trevas em Gotham City, e acredita-se que seria uma mescla de cenas do presente e do passado, mostrando a relação de Bruce Wayne com o Exterminador, um mercenário bem perigoso que teria alguma rixa pessoal com o herói de Gotham. No novo corte de Liga da Justiça, uma cena inclusive mostra Lex Luthor revelando a identidade do Batman ao vilão.

Como o projeto foi completamente modificado, a Warner decidiu apresentar um novo Cruzado Encapuzado – e ele será vivido por Robert Pattinson em The Batman, filme que deve sair em março de 2022. Esse novo Batman será completamente original e não terá nenhuma relação com o Universo Estendido da DC Comics. Basicamente, o filme será o centro de seu próprio universo e terá uma série derivada no HBO Max, focada na Polícia de Gotham.

The Flash

Dentre todos os derivados anunciados anteriormente, o que pode sair mais próximo dos planos originais da Warner é o filme solo do Flash, que deve começar a ser gravado neste ano e tem previsão de lançamento para o fim de 2022. O longa originalmente seria centrado no Velocista Escarlate interpretado por Ezra Miller e traria outros heróis da DC Comics, como o Ciborgue.

Agora, o projeto deve ser uma adaptação de Ponto de Ignição, o arco da DC Comics onde Barry Allen viaja no tempo para tentar salvar sua mãe e, com isso, acaba gerando um futuro distópico e bem diferente do que imaginava. Nas HQs, esse evento deu origem ao reboot dos Novos 52, e muitos fãs acreditam que a Warner pretende fazer algo similar no DCEU, expurgando personagens e atores que não retornarão e criando uma nova cronologia estável.

O filme ainda deve trazer o retorno de Ben Affleck como Batman (que decidiu voltar para o papel do herói após tê-lo deixado) e pode se ligar mais abertamente ao Multiverso da DC, apresentando outros personagens de filmes e séries da editora. Apesar de trazer Ezra Miller no papel principal, é válido lembrar que o filme provavelmente não terá nada a ver com os planos originais da Warner para o Universo Estendido da DC Comics e para o “Snyderverso”.

Planos atuais da Warner Bros. para o Universo DC

Nos últimos anos, a Warner Bros. parece estar tentando encontrar novamente seu caminho com os projetos da DC Comics nos cinemas. A fraca recepção de títulos como Batman vs. Superman, Esquadrão Suicida Liga da Justiça impactou nessa decisão de alterar completamente o planejamento do “Snyderverso”, ainda mais depois que o estúdio percebeu que não havia muito sentido em tentar competir com a Marvel e seu universo compartilhado.

Por isso, nos últimos anos, a Warner tem reduzido os polos e feito um “universo compartilhado” mais independente. Em vez de todos os filmes se ligarem entre si, temos núcleos separados (Aquaman; Mulher-Maravilha; Adão Negro Shazam!; Aves de Rapina O Esquadrão Suicida, entre outros) com filmes que conversam entre si, mas sem tanta dependência narrativa.

Outra mudança recente foi a criação de selos e projetos “fora” do Universo Estendido da DC Comics, dando certa liberdade a diretores que não querem se prender a grandes franquias. Esse é o caso de filmes como Coringa e o vindouro The Batman, que possuem uma carga mais autoral. Há projetos também sendo desenvolvidos para o HBO Max, como uma série da Tropa dos Lanternas Verdes e uma franquia da Liga da Justiça Sombria. 

Recentemente, a CEO da WarnerMediaAnn Sarnoff deixou bem claro que não há a menor intenção por parte do estúdio em produzir sequências do universo de Zack Snyder, além de ter também negado o lançamento de um “Ayer Cut” de Esquadrão Suicida. Resta saber se o sucesso de Liga da Justiça de Zack Snyder não vai fazer o estúdio mudar novamente seus planos para restaurar esse universo compartilhado.

Liga da Justiça de Zack Snyder está disponível para alugar através de plataformas de video on demand, apenas por tempo limitado. Depois disso, o filme deve ser exclusivo do HBO Max, o serviço de streaming que só chegará ao Brasil em junho de 2021.

Abaixo, confira as maiores diferenças entre as versões de Zack Snyder Joss Whedon de Liga da Justiça:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux