League of Legends: Como começar a jogar?

Capa da Publicação

League of Legends: Como começar a jogar?

Por Melissa de Viveiros

League of Legends estreou em 2009, sendo o primeiro lançamento da Riot Games. Mesmo após mais de 10 anos de história, o game continua sendo um título bastante popular, que ganha novos jogadores a cada ano.

Mas como começar a jogar atualmente? O que preciso fazer para jogar? Quais são os objetivos e como funciona um MOBA? Neste artigo, explicamos tudo isso e mais para quem quer começar a se aventurar por Summoner’s Rift. Vamos lá?

O que é League of Legends?

LoL é um jogo do estilo MOBA (Multiplayer Online Battle Arena), gênero no qual dois times competem em um mapa pré-determinado. Assim, o cenário em que as partidas ocorrem é sempre o mesmo, bem como o número de jogadores.

Cada jogador controla um personagem, chamado de campeão. Os campeões tem cinco habilidades únicas e estilos diferentes, além de poderem ser das categorias lutador, assassino, atirador, mago, suporte e tanque. O game conta com mais de 140 campeões, e sempre ganha personagens novos todo ano.

Onde posso baixar o jogo?

O primeiro passo para jogar é instalar League of Legends em um computador compatível com o jogo. Para baixá-lo, basta acessar o site oficial do game, e logo na página inicial é possível encontrar um botão que diz “Jogue Agora” (bem como um no qual está escrito “Jogue de graça”).

Ao clicar em qualquer um dos dois, você será redirecionado para outra página. Nela, é preciso criar um cadastro, mas o processo é bastante simples, contando apenas com três passos. Primeiro, o site irá pedir um endereço de email. Em seguida, será preciso informar sua data de nascimento. Por fim, é hora de escolher um nome de usuário, e senha. Vale destacar que o nome de usuário não é o nome do jogo, que só escolhido posteriormente, ao logar no LoL pela primeira vez.

Com a conta criada, o site seguirá para outra página, onde é possível fazer o download, tanto para Windows quanto para Mac. Quem já possui uma conta pode pular direto para esta etapa acessando o link disponibilizado em “Já possuo uma conta”, abaixo das opções de cadastro.

Arte oficial de League of Legends.

Para quem já possui o Client da Riot Games instalado, o processo é ainda mais simples. Basta abrir o Riot Client, ir até a sessão “Todos os jogos” e selecionar League of Legends. A página do jogo será aberta, e aí basta clicar em Instalar”.

Depois, basta abrir o jogo, onde será preciso concordar com os termos e condições antes de escolher seu nome de jogo. Em seguida, haverá a opção de jogar Summoner’s Rift ou Teamfight Tactics. Apenas a primeira se refere ao LoL de fato, mas independente da escolha, ambas estarão disponíveis. Ao escolher, você será levado direto para um tutorial, que explicará o básico sobre o jogo.

Quais os requisitos mínimos do LoL para PC e Mac?

Em seu site, a Riot disponibiliza duas tabelas com os requisitos mínimos para jogar LoL, bem como os requisitos recomendados, que seriam o ideal para rodar o jogo do melhor modo possível. Você pode conferir a tabela com as informações sobre a versão de PC abaixo:

Mínimo Recomendado
CPU Intel: Core i3-530

AMD: A6-3650

ARM: não é compatível

Intel: Core i5-3300

AMD: Ryzen 3 1200

ARM: não é compatível

Recursos da CPU SSE2 SSE4
Placa de vídeo (GPU) NVidia: GeForce 9600GT

AMD: HD 6570

Intel: Intel HD 4600 Integrated Graphics

NVidia: GeForce 560

AMD: Radeon HD 6950

Intel: Intel UHD 630 Integrated Graphics

Recursos da GPU GPU que suporte DirectX 10 GPU que suporte DirectX 11
VRAM 1GB 2GB
Espaço livre de armazenamento 16GB HDD 16GB SSD
Versões do sistema operacional Win 7, 8, 10 Win 10
Arquitetura do sistema operacional X86 32-bit, x64 x64
RAM 2GB 4GB
Configuração de GFX recomendada Baixo Alto
Resolução recomendada 1024×768 1920×1080

A tabela com informações sobre a versão Mac também pode ser conferida aqui:

Mínimo Recomendado
CPU Intel – Core i5-750

ARM – não é compatível

Intel – Core i5-3300

ARM – não é compatível

Recursos da CPU SSE2 SSE3
Placa de vídeo (GPU) AMD – HD 6570

Intel: Intel HD 4600 Integrated Graphics

AMD: Radeon HD 6950

Intel: Intel UHD 630 Integrated Graphics

VRAM 1GB 2GB
Espaço livre de armazenamento 12GB HDD 16GB SSD
Versões do sistema operacional MacOS 10.12 MacOS 11.03
Arquitetura do sistema operacional x64 x64
RAM 2GB 4GB
Configuração de GFX recomendada Baixo Alto
Resolução recomendada 1024×768 1920×1080

Preciso comprar o LoL para jogar?

Não! Como a opção “Jogar de Graça” indica, não é preciso pagar pelo jogo. Também não é preciso gastar dinheiro para conseguir personagens ou itens, nem em acesso a qualquer elemento que afeta a jogabilidade. League of Legends é completamente gratuito para jogar.

A única coisa com a qual é necessário gastar dinheiro real é para comprar RP, moeda utilizada na compra de skins, cromas, emotes, ícones e bônus de experiência. Exceto pelo bônus de XP, todos os outros itens são visuais, e mesmo o bônus não tem impacto nas partidas jogadas.

K/DA é uma das linhas de skins que podem ser compradas no jogo.

Como funciona o jogo?

Quem não conhece MOBAs pode ficar um pouco confuso quanto ao modo como LoL funciona, quais seus objetivos e posições. Ainda que possa parecer muito no começo, os conceitos são bem simples na prática, e o próprio game ajuda quem está aprendendo com tutoriais bem completos.

Como já explicado, um MOBA é um jogo no qual dois times disputam o controle de um mapa pré-determinado. Assim, em sua base League of Legends é um jogo com duas equipes de cinco jogadores, que se enfrentam em Summoner’s Rift.

O mapa é sempre igual, então após um pouco de prática fica simples entender onde tudo está. Summoner’s Rift possui três rotas, popularmente chamadas de Top, Mid Bot. Como os nomes indicam, isso tem a ver com o posicionamento delas, sendo uma no topo do mapa, uma no meio, e uma na parte de inferior.

Entre elas, fica a Jungle, também chamada de Selva em português. Na Selva, ficam diversos monstros que, quando abatidos, dão recompensas em ouro ou fortalecem os jogadores por algum período de tempo.

Ekko, um dos campeões de LoL.

Cada rota conta com três torres e um inibidor de cada time, sendo o objetivo do jogador derrubar as estruturas do time adversário até destruir o Nexus, que é o coração da base da equipe. As torres causam dano a tropas e Campeões inimigos e fornecem visão do mapa próximo a elas, sendo preciso destruí-las para avançar. Os inibidores são estruturas que retornam algum tempo após serem destruídas, além de gerarem tropas mais fortes quando são derrubados.

Por fim, o Nexus é o objetivo final, sendo importante defender o Nexus de sua equipe, bem como tentar destruir o do adversário. Quem destrói o Nexus inimigo primeiro vence a partida.

As posições do jogo tem tudo a ver com esses locais do mapa, motivo pelo qual os jogadores que ficam na rota do topo e na do meio são comumente chamados de Top e Mid, tal como suas rotas. O Bot é um caso à parte, já que não é ocupado por apenas um jogador, e sim pela dupla de Atirador e Suporte. Por fim, a equipe é completada pelo Jungler, que além de derrotar monstros na Selva, dá apoio às três rotas quando necessário.

Os campeões do Top em geral são mais fortes e capazes de se manterem sozinhos, já que tem como objetivo focar em sua rota e enfrentar os integrantes mais fortes do lado oposto. Já os campeões do Mid são mais poderosos, podendo causar mais dano, enquanto tem menos durabilidade que quem fica na rota superior.

Os Atiradores, também chamados de ADC (Attack Damage Carry, em inglês), precisam de apoio até que fiquem fortes, mas contam com poder e capacidade de levar estruturas mais rápido. Por fim, o Suporte dá apoio à equipe, buscando mantê-la viva ao mesmo tempo em que possibilita que consigam abates.

Caitlyn é um dos ADCs do jogo.

Conforme abatem tropas e campeões e ganham ouro para comprar itens, os campeões ficam mais fortes, além de subirem de nível. Os itens tem papel importante em fortalecer os personagens, mas a loja oferece sugestões de acordo com o que é preciso para enfrentar certos adversários, garantindo que os novatos não tenham dificuldade com isso.

A linguagem do LoL

Além do básico sobre o jogo e seu universo, algo que pode deixar os novatos no game bem confusos são os termos utilizados pela comunidade para se comunicar ou mesmo explicar certas coisas. O que é farmar? Qual o significado de gankar? E caitar, significa o que? Calma que a gente explica.

Todos esses termos tem origem no inglês, vindo de farm (que pode significar cultivar ou fazenda), gank (que pode ser traduzido como emboscada) e kite (que significa pipa e tem pronúncia próxima do termo utilizado pelos jogadores), respectivamente.

No LoL, farmar se refere a dar o último golpe nas tropas, que é como você acumula ouro para se fortalecer. Já o gank é utilizado para se referir a “surpreender” os inimigos com um ataque que os pegue fora de posição ou muito avançados, algo que acontece quando o jungle vai até uma das rotas para ajudar quem está lá a abater o adversário. Por fim, caitar é usado para se referir a manter a distância e a movimentação ao mesmo tempo em que ataca um alvo, ou seja, causando dano sem ficar parado em um só local.

Palavras em inglês também são frequentemente utilizadas para falar de efeitos de habilidades. É o caso de slow (lentidão, em português), stun (atordoar, na versão do Brasil) e cooldown (o tempo de recarga de um item ou habilidade).

Qual a história de LoL?

League of Legends não possui uma história contada dentro do jogo. Isso porque o formato de MOBA tem como foco o confronto por controle do mapa, e não envolve história. O mais próximo disso presente no game são interações especiais entre os personagens, nas quais eles tem diálogos diferentes dependendo de sua relação com outro personagem próximo.

Senna e Lucian são um casal, e tem interações especiais no jogo. (Créditos: SkinSpotlights)

Apesar disso, um enorme universo foi construído ao redor do game. A lore inicialmente simples que buscava explicar a ambientação do jogo por meio de Invocadores e do Instituto da Guerra acabou se tornando tão popular e grande que os desenvolvedores fizeram um reboot, permitindo que o universo existisse por si só sem a necessidade de incluir um papel para os jogadores na história.

No mundo de Runeterra, onde os personagens de LoL habitam, existem algumas grandes nações: Demacia, Noxus, Freljord, Piltover e Zaun, Targon, Shurima, Águas de Sentina, Ilhas das Sombras Ionia. Cada uma tem sua cultura e história, bem como dinâmicas diversas entre si. Além disso, cada campeão do jogo pertence a um destes lugares, que tem influência neles tanto visualmente, quanto em suas histórias.

O meio de saber mais sobre os personagens e este mundo é buscar fora do LoL. A base mais completa com informações oficiais é o site Universo de League of Legends, que apresenta as biografias de cada campeão, contos estrelados por eles, informações sobre cada nação e um mapa de Runeterra.

Atualmente, a Riot também vem expandindo este universo por meio de outras mídias. É possível saber mais sobre Piltover e Zaun, bem como seus habitantes, assistindo a animação Arcane, enquanto quadrinhos apresentam a história de Ashe e SejuaniLux e Sylas, além de Zed. Outros games também contam com mais da trama, como é o caso de Ruined King: Uma História de League of Legends.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Editora. Graduanda em Letras na UFMG. Elfa noturna em Azeroth, Au'Ra em Eorzea, apoiadora da Casa Martell em Westeros, LoLzeira noxiana e grisha etherealki. Fã de coisas demais e sempre hiperfocada em algo diferente. || @windrunning_