Kevin Feige, chefe da Marvel Studios, diz que Oscar possui preconceito contra filmes de heróis

Capa da Publicação

Kevin Feige, chefe da Marvel Studios, diz que Oscar possui preconceito contra filmes de heróis

Por Leo Gravena

Já é algo certo que filmes de heróis e outros grandes blockbusters de fantasia e sci-fi dificilmente são considerados para os principais prêmios da Academia, conhecido como os Oscars. Existem exceções, como O Senhor dos Anéis, Pantera Negra e até mesmo Esquadrão Suicida de 2016; mas na maior parte do tempo, filmes do gênero não costumam ser bem vistos pelos votantes da Academia.

Agora, em uma nova entrevista, Kevin Feige, o chefe da Marvel Studios, disse que existe um preconceito contra filmes do gênero na premiação.

Em uma entrevista com o The Hollywood Reporter, o produtor falou sobre Shang-Chi e a importância do longa lançado esse ano pela Marvel. Ao ser perguntado sobre as chances de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis ser indicado ao Oscar, Feige explicou a dificuldade de lidar com as indicações ao prêmio:

“Eu acho que estamos sempre para trás por causa do logo da Marvel e por causa de preconceito com o gênero que certamente existe. Eu apenas amo que por um breve momento com Pantera Negra isso foi deixado de lado e o trabalho foi reconhecido pela conquista que foi.”

Logo após ele complementou:

“Existem muitos fãs de quadrinhos que não sabiam quem o Shang-Chi era. E ainda assim, o trabalho que Destin e Dave tiveram, e Sue e Joel tiveram, criando algo que se conecta com o público.

 

Nós reconhecemos isso, o público reconhece isso e tenho certeza que eu amaria que o trabalho duro de todas essas pessoas que estão contando essas histórias fosse reconhecido”. 

A nomeação dos indicados do Oscar deve ocorrer em 8 de fevereiro de 2022. Será que Shang-Chi estará entre eles?

Concorda com Feige? Não deixe de comentar!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
Escrevo sobre cultura geek na internet desde 2012
"Don't look back -- the past is exactly where it belongs."