Capa da Publicação

Jujutsu Kaisen: Personagem faz grande sacrifício em novo capítulo do mangá

Por Leo Gravena

Atenção: Alerta de Spoilers!

Jujutsu Kaisen é um dos maiores sucessos quando se trata de mangás atuais. A excelente recepção rendeu uma adaptação em anime feita pelo estúdio MAPPA, que já teve sua primeira temporada concluída. A versão em mangá, porém, continuou desenvolvendo a história da série, seguindo em direção ao que promete ser um dos grandes arcos da trama, agora, no capítulo 149 vimos uma das personagens se sacrificando em um momento de quebrar o coração.

Na nova saga do manga, em preparação para o “Jogo do Abate”, Yuji Itadori e os outros personagens estão se preparando antes de entrar no jogo. Além disso, descobrimos que Megumi Fushigoro se tornou o novo líder do clã Zenin após a morte de Naobito. No capítulo anterior, pudemos ver Maki indo pegar as armas da família Zenin para se preparar para o jogo, porém, foi atacada por seu pai e ficou gravemente ferida.

No capítulo 149 do manga, contudo, vemos ela conseguindo fugir da morte no ultimo momento, isso, porém, só foi possível porque sua irmã, Mai, havia se sacrificado por ela – trocando sua vida pela a da irmã.

Na história, descobrimos que as irmãs foram abandonadas por seu pai, Ogi Zenin, que diz que elas são inúteis para ele. Ele acaba as deixando presas em uma sala cheia de espíritos amaldiçoados, para elas morrerem, porém Mai salva Maki, usando sua técnica amaldiçoada para salvar a vida de sua irmã, tendo como custo a sua própria.

Mai se sacrifica por sua irmã, Maki.

Segundo Mai, ela estava impedindo que Maki ficasse mais forte, e oferece a Maki a energia que lhe falta. Dessa forma, Mai morre, pedindo para que Maki destrua tudo, especialmente a família Zenin e todo o sistema de clãs com seu novo poder. Como ela irá fazer isso com o Jogo do Abate cada vez mais próximo, somente os próximos capítulos irão responder.

Veja agora nossa lista sobre Jujutsu Kaisen:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."