Capa da Publicação

Injustice: HQ revela o que aconteceu com a Sociedade da Justiça

Por Gus Fiaux

Um dos universos alternativos mais interessantes da DC Comics, a Terra de Injustice é cheia de momentos brutais, onde heróis se voltam contra heróis em uma grande guerra civil após o assassinato devastador de Lois Lane pelas mãos do Coringa. Porém, muitos fãs ainda gostam de se perguntar o que aconteceu com a Sociedade da Justiça da América, tendo em vista que a equipe não aparece na saga, apesar de ser brevemente citada.

E essa pergunta finalmente foi respondida nas páginas de Injustice: Year Zero #13, revista escrita e ilustrada por Tom Taylor, Roge Antonio, Rain Beredo Wes Abbott. Na edição, vemos a Sociedade da Justiça preparando todos os seus esforços para impedir o Coringa, que foi transformado em um ser semi-divino graças a uma antiga relíquia.

Na HQ, vemos o Batman junto do grupo, trabalhando em soluções para lidar com as habilidades recém-descobertas do Príncipe Palhaço do Crime – que, diga-se de passagem, também está surpreso com seus dons, chegando ao ponto de ter medo de suas próprias capacidades. Porém, quando a Sociedade se une para enfrentá-lo, ele dá sua cartada final.

Com um mero gesto, o Coringa simplesmente desintegra o Starman, fazendo-o evaporar em um brilho de luz vermelha. Após isso, ele percebe o que fez e começa a fazer o mesmo com todos os outros membros da Sociedade, desintegrando dezenas de heróis bem na frente do Cavaleiro das Trevas.

Alguns fãs estão comparando o momento à icônica cena do estalar de dedos de Vingadores: Guerra Infinita. E mesmo que seja uma cena passageira na história, é muito impactante ver os membros da Liga da Justiça tendo que lidar com a perda e morte de seus amigos próximos e inspirações.

Injustice: Year Zero #13 está à venda nas bancas norte-americanas, sem previsão de publicação no Brasil.

Abaixo, veja 10 momentos sanguinários do Coringa que muito provavelmente não veremos no cinema:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux