Homem-Aranha: Stan Lee odiava série clássica do herói

Capa da Publicação

Homem-Aranha: Stan Lee odiava série clássica do herói

Por Chris Rantin

O saudoso Stan Lee ficou conhecido por suas criações na Marvel e, principalmente, sua paixão pelas adaptações que surgiam dos quadrinhos, motivo pelo qual sempre o víamos fazer uma participação especial nas produções. Mas a série clássica do Homem-Aranha não foi bem recebida pela lenda, que simplesmente odiava o programa.

The Amazing Spider-Man, uma série live-action do Teioso, lançada em 1977, foi uma das maiores decepções na carreira de Stan Lee. Apesar do programa ter uma boa audiência, a produção foi cancelada após apenas 13 episódios, algo que, supostamente, Lee celebrou.

De acordo com o CBR, na época em que a série foi lançada, a DC Comics estava desbancando sua adversária, já tendo o Batman de Adam West como um grande sucesso e, em 1976, lançando a aclamada série da Mulher-Maravilha com Lynda Carter. Por isso, a Marvel precisou correr para não ficar para trás, lançando o programa do Homem-Aranha e o O Incrível Hulk em 1977.

Ainda que o programa do Hulk tenha tido um resultado mais positivo, o programa do Aranha não rendeu tanto. Além de ser extremamente caro de se fazer, a emissora CBS não estava confiante de que ele faria sucesso entre adultos. Assim, após várias trocas de horário, os episódios restantes da série foram exibidos com longos intervalos, levando ao cancelamento.

Cena de The Amazing Spider-Man de 1977

O que fez Stan Lee odiar o projeto foi justamente as intensas tentativas de fazer com que o programa do Homem-Aranha fosse mais adulto. Em uma entrevista de 2004 para a Television Academy, Lee afirmou que o programa perdeu a essência do personagem, ficando sem o humor típico do herói e sem nenhum tipo de desenvolvimento.

De acordo com Stan Lee, a falta dos dilemas mundanos também afetou negativamente The Amazing Spider-Man, uma vez que ele não sofria por esconder sua identidade secreta ou tinha que lidar com outros problemas da sua vida cotidiana.

Ainda que elogiasse o visual da série, que eram bem modernos para a época, o que fazia Peter Parker ser tão incrível para Lee acabou ficando de fora. Assim, enquanto gostava da maneira que O Incrível Hulk era desenvolvido, o grande criador da Marvel lamentou ver o Cabeça de Teia assim.

A próxima aventura do herói em live-action será em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, que traz Jon Watts de volta à cadeira de diretor e conta com Tom Holland, Jamie Foxx, Alfred Molina, Zendaya, Jacob Batalon, Marisa TomeiTony Revolori Benedict Cumberbatch. No filme, vamos ver o que aconteceu com o Amigão da Vizinhança depois que sua identidade secreta foi exposta ao mundo por J. Jonah Jameson.

Imagem de perfil
sobre o autor Chris Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Instagram e Twitter: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"