Capa da Publicação

Future State: Shazam! sofre uma grande mudança nos quadrinhos

Por Raphael Martins

Future State, a mais nova fase dos quadrinhos da DC Comics, continua se desenrolando e mostrando o futuro de seus heróis e vilões mais famosos, iniciando uma nova era no universo da editora. Alguns deles sofreram grandes mudanças, como é o caso de Shazam!, cuja primeira edição da sua HQ solo revelou uma grande mudança no status quo do herói (via ComicBook).

O assassino misterioso

Future State: Shazam! #1 começa com o herói acordando de um terrível pesadelo. De mau-humor, ele ignora as ligações do resto da família Shazam! e de outros super-heróis, partindo logo depois para uma missão em Iron Heights ao lado da Liga da Justiça. Lá, eles enfrentam Giganta e um robô de combate, que foram contratados para libertar o vilão Rastejante e entregá-lo ao Adão Negro.

Após derrotaram os inimigos, a Liga vai embora, mas Rastejante é brutalmente assassinado. Não é mostrado quem o matou, mas a equipe de heróis tem a teoria de a morte dele pode estar ligada a várias outras ocorridas recentemente, todas de vilões. Shazam! então visita Johnny Trovoada, que estava sendo mantendo prisioneiro em um prédio abandonado, e sugere que eles lutem mais uma vez um contra o outro, colocando suas vidas em jogo. A luta não é mostrada, mas vemos Shazam! acordando em sua cama no dia seguinte, totalmente ensanguentado.

Shazam! acorda desorientado de mais um pesadelo: herói passa por fase sombria nos quadrinhos

Os membros da liga então deduzem que foi o próprio Shazam! quem matou Rastejante, e o confrontam sobre quaisquer outros assassinatos que ele possa ter cometido. É aí que somos levados a um flashback, onde o herói é mostrado confrontando o demônio Neron no inferno.

Sobrevivendo no inferno

Neron diz ao herói que os poderes dele nada podem fazer em seu domínio, e lhe diz que Billy Batson, e não Shazam!, deve ficar no inferno vigiando seus portões, por ter uma inocência impossível de se encontrar em toda aquela dimensão do mal. Shazam! então diz a ele que isso é impossível, já que os dois são o mesmo ser, e que quando ele volta a se tornar Billy, os poderes retornam para a Pedra da Eternidade. Diante disso, Neron simplesmente separa Billy Batson e Shazam! em duas entidades distintas.

Neron separa Billy Batson e Shazam!, separando o inseparável

Diante da nova e improvável situação, o menino aceita seu destino de se tornar o guardião do inferno, dizendo à sua contraparte heroica para voltar para a Terra e lutar pela justiça. E mais: ele faz Shazam! prometer que, não importa o que aconteça, ele deve assegurar que Billy jamais deixe seu posto.

Billy Batson aceita seu destino como guardião dos portões do inferno, deixando Shazam! para proteger a Terra sozinho

Esta representa uma grande mudança em Shazam! dentro da DC, mas não é necessariamente algo positivo: agora existindo como uma entidade separada, o herói não possui mais o senso de inocência e otimismo de outrora, dados a ele por Billy.

A separação explica os recentes assassinatos de vilões cometidos por ele, e embora não os justifique, serve para mostrar o quão desastrosos podem ser seus poderes quando não são usados do ponto de vista de uma criança.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael