Capa da Publicação

Falcão e o Soldado Invernal: Criador da série diz que Bucky não é mais o Soldado Invernal

Por Leo Gravena

Em Falcão e o Soldado Invernal vemos Bucky Barnes passando por uma longa jornada até conseguir começar a aceitar que ele não é mais o Soldado Invernal e não é responsável pelos crimes que cometeu quando estava sob o controle da Hydra e de Zemo. No fim da série, vemos que o título dos créditos final mudou para dizer: “Capitão América e o Soldado Invernal”, porém, segundo o escritor da série, o título não é uma representação de que o codinome de Bucky é “Soldado Invernal”.

Em entrevista com o Comic Book, Malcolm Spellman explicou que ele acredita que ao final da trama, Bucky conseguiu se livrar do peso de ter as memórias do Soldado Invernal e está livre do peso que o nome traz.

“Eu espero que as pessoas esqueçam o intertítulo como sendo um indicador de um compromisso da Marvel. Eu acho que ele já lutou contra isso, pessoalmente eu não acho que estarei em apuros por isso. Então quando o Bucky entra na série, ele ainda não se livrou do que ele acredita, que é ‘Se eu me lembro de todos, de todos os assassinatos, significa que parte de mim estava lá, o que significa que parte do Soldado Invernal sou eu’. E se uma fração do Soldado Invernal é você, você é uma péssima pessoa, sabe o que estou dizendo?”.

Desde o começo da série, vemos Bucky tentando reparar os erros de seu passado através de ações no presente. E vemos que, mesmo que ele não tivesse controle sobre suas ações, ao lembrar delas ele continua carregando a culpa de tudo o que foi obrigado a fazer.

“Essa era a identidade de Bucky sendo apresentada, cheio de traumas em cima do fato de que ele não se sentia o cidadão de nenhuma era. Nós o levamos nessa jornada onde ele tenta encontrar formas de se redimir e descobrindo que vingar não é a mesma coisa que se redimir. Não é a mesma coisa que fazer as pazes ou algo assim, certo?”.

Em Falcão e o Soldado Invernal vemos Bucky em Wakanda se livrando da programação da Hydra.

Na série, também podemos ver o momento em Wakanda que, com a ajuda de Ayo, Bucky finalmente ficou livre da “programação” do Soldado Invernal, deixando de responder às palavras-chave que o transformavam em um dos maiores assassinos da história. Contudo, mesmo tendo ajudado os heróis durante em Vingadores: Guerra Infinita Ultimato, ele não tinha tido um momento heroico de salvar pessoas em apuros e ser reconhecido por isso, algo que Spellman diz ser um momento importante no último episódio da série.

“Eu acho que o Bucky entrou [na série] realmente acreditando que ele é meio que o Soldado Invernal não importa o que qualquer um diz. No fim, ele tem esse momento com o homem velho, mas mais importante que isso, ninguém pegou isso… Eu tenho falado sobre isso o dia todo. Na cena com os Apátridas no episódio 6, quando uma das pessoas sai aquela van e agradece o Bucky, essa é a primeira vez que ele é um herói. Então, no fim da série, Bucky está surgindo após ter se livrado do peso de ser o Soldado Invernal. Ele encontrou uma nova família, ironicamente, é uma família negra no Lousisiana, sabe o que estou dizendo? E ele sentiu como é ser um herói pela primeira vez e acredito que agora ele está livre para se tornar algo incrível”. 

O que gostaria de ver no futuro de Bucky no Universo Cinematográfico da Marvel? Não deixe de comentar!

Aproveite e confira também 9 perguntas que a série deixa para o futuro:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."