Falcão e o Soldado Invernal: Personagem de Erin Kellyman na série tem identidade revelada

Capa da Publicação

Falcão e o Soldado Invernal: Personagem de Erin Kellyman na série tem identidade revelada

Por Raphael Martins

A estreia de Falcão e o Soldado Invernal, nova série do Disney+ que mostrará os dois heróis lado a lado após os eventos de Vingadores: Ultimato, está cada vez mais próxima. Sem dúvidas há muitas surpresas guardadas para os fãs, mas pelo menos uma delas já foi revelada: a identidade da personagem interpretada pela atriz Erin Kellyman (Han Solo: Uma História Star Wars).

Os fãs do universo cinematográfico da Marvel entraram em polvorosa durante a edição deste ano do Super Bowl, na qual foi exibido um novo trailer de Falcão e o Soldado Invernal, cheio de cenas inéditas e com mais detalhes sobre a trama. Entre outras coisas, a prévia mostrava a personagem de Erin Kellyman colocando a máscara dos Apátridas, uma organização paramilitar que visa acabar com os limites entre os países. Mas há mais.

A Apátrida entra em cena

Na página oficial da loja Zazzle dedicada à série, haviam produtos que mostravam a personagem e entregavam sua identidade. Trata-se de Karli Morgenthau, uma adaptação do vilão Karl Morgenthau, o Apátrida, inimigo clássico do Capitão América nos quadrinhos. Isso dá a entender que, mais do que fazer parte da organização, ela será sua líder, tal qual Karl era nas HQs do sentinela da liberdade.

No trailer, a personagem é vista enfrentando Bucky (Sebastian Stan) de igual para igual em várias cenas, e embora ainda não se saiba qual será seu papel em meio as maquinações de Zemo (Daniel Brühl), é certo que ela será um grande problema para a dupla de heróis.

A página foi tirada do ar, o que serve como mais uma confirmação de que Karl Morgenthau realmente será adaptado para o MCU e que a informação vazou antes da hora. O Marvel Studios ainda não se pronunciou.

Erin Kellyman como Karli Morgenthau na série: personagem dos quadrinhos será adaptado para o MCU

Quem é o Apátrida?

Vilão da fase clássica do Capitão América nos quadrinhos, o Apátrida foi criado por Mark Gruenwald e Paul Neary e fez sua primeira aparição em Captain America #312, publicada em 1985.  Ele tinha a crença de que o mundo precisava acabar com o conceito de países e de nacionalismo.

Nascido em berço de ouro, fortuna que herdou de seu pai para financiar um grupo terrorista conhecido como ULTIMATUM, sigla para Underground Liberated Totally Integrated Mobile Army to Unite Mankind (Exército Móvel subterrâneo totalmente integrado para unir a Humanidade). Estrategista brilhante e lutador ainda melhor, o Apátrida era versado em vários estilos de artes marciais e usava um traje ultra resistente e cheio de recursos, como um par de lentes em sua máscara que o ajudavam a resistir a flashes de luz.

Sua marca registrada era sua arma, uma maça cravejada de espinhos incrivelmente afiados, mas também costumava usar metralhadoras e uma pistola lança-chamas. Era tão comprometido à sua causa que chegava a ser um fanático, disposto a ir até as últimas consequências para destruir o conceito de países, nacionalismo e fronteiras.

O Apátrida em ação: vilão é absolutamente fanático por seus objetivos

Falcão e o Soldado Invernal estreia em 19 de março no Disney+.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael