Eternos: Dois personagens do filme tiveram seus trajes feitos em CGI

Capa da Publicação

Eternos: Dois personagens do filme tiveram seus trajes feitos em CGI

Por Gus Fiaux

As etapas para fazer um filme de super-heróis tão grandioso quanto Eternos são sempre bem curiosas. Muita coisa definida acaba mudando durante o processo de produção e, às vezes, os cineastas precisam dar um jeito para corrigir certos problemas ou reformular completamente algo que precisa de novos retoques. Agora, sabemos que dois heróis do mais novo filme do Universo Cinematográfico da Marvel tiveram seus trajes feitos inteiramente de CGI.

Em entrevista ao Comic Book, o supervisor de efeitos visuais da Weta, Matt Aitken comentou a respeito de como dois personagens tiveram seu visual totalmente retrabalhado com computação gráfica. A primeira foi Thena, que foi vivida por Angelina Jolie. De acordo com Aitken, a personagem quase sempre é construída de computação gráfica da cintura para baixo, uma vez que seu traje foi alterado durante a pós-produção:

“Thena, quando está em sua roupa heroica, é quase sempre inteiramente computação gráfica. Ela é feita de CGI da cintura para baixo porque o design de sua roupa mudou durante a pós-produção. Queríamos usar sua performance corporal para que tivesse o aspecto icônico, e é por isso que eles escalaram Angelina Jolie. E parte disso é porque ela se move quase como uma dançarina.”

Aitken parece bem inspirado ao falar de seu trabalho, e explica como foi preciso muita dedicação e esforço da equipe técnica para substituir o visual de Thena sem comprometer a performance de Angelina Jolie, uma vez que ela foi escolhida justamente por conta da “corporalidade” da personagem. Como podemos ver no filme, Thena é a Eterna guerreira, que luta com várias armas e possui um estilo próprio de combate.

Thena e Eros tiveram seus trajes feitos com computação gráfica.

Dando continuidade à entrevista, Aitken fala ainda mais sobre esse “componente digital” de Thena. Para ele, é um processo curioso e que demanda de um equilíbrio saudável para a equipe técnica, já que pode ser muito demorado e exaustivo:

“Queríamos nos certificar que honraríamos a performance com o componente digital, mas capturar seu rosto é o que eu quero falar aqui, dar a autenticidade para que pudéssemos fazer uma meia-cena com um dublê digital e não fosse chocante para ninguém. Não é como se fosse saltar. Eles só vão pensar: ‘Ah, essa é outra cena de luta de Thena’. É um ótimo suporte para os cineastas, permitir que eles sejam criativos e continuar a refinar a história que eles querem contar. Ainda é muito difícil, então acho que é sobre ficar melhor nessas coisas, para que não seja um grande desafio todas as vezes. Digo, nós tivemos algum sucesso com isso, mas sim, eu acho que iremos continuar a polir e refinar esse fluxo de trabalho.”

Por fim, o artista também comentou brevemente outro personagem que teve seu visual alterado na pós-produção, e que se trata de Starfox/Eros, o personagem que foi vivido por Harry Styles em uma das cenas pós-créditos do longa. Como o herói só aparece em uma cena, provavelmente foi mais fácil passar pelo processo – motivo pelo qual ele não comenta muitos detalhes dessa mudança:

“Claro que tivemos dublês digitais de todos eles, mas o único que mudou completamente também foi, como você mencionou a cena pós-créditos com Starfox/Eros e Pip, o Troll. O traje do Eros foi outro redesign.”

Eternos conta a história de uma poderosa raça sobre-humana enviada à Terra pelos Celestiais para combater os temíveis Deviantes. Milhares de anos desde sua chegada, eles precisam se unir novamente para enfrentar uma grande ameaça aos habitantes do planeta, enquanto colocam suas diferenças de lado e redescobrem os laços familiares que já tiveram um dia.

Eternos está em cartaz nos cinemas.

Abaixo, veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux