Capa da Publicação

Eternos: Diretora explica por que a equipe não pôde interferir na Guerra Infinita e Ultimato

Por Gus Fiaux

Eternos chega aos cinemas ao fim do ano e os fãs da Marvel estão bem curiosos com o que está por vir. O filme vai reunir um grupo de seres transformados pelos Celestiais, que retornam à Terra pouco tempo depois do blip, e que agora precisam acabar com um grande conflito envolvendo seus maiores inimigos, os Deviantes. Mas desde que o primeiro trailer do filme saiu, muitos fãs se perguntam a mesma coisa: onde eles estavam esse tempo todo?

Seguindo os quadrinhos, os Eternos serão uma raça semi-imortal que vivem há incontáveis milênios. Eles estiveram presentes durante boa parte da história humana na Terra, mas sempre tiveram a política de não interferir em lutas e conflitos. Em uma entrevista à Total Film, a diretora Chloe Zhao se aprofundou um pouco mais nisso.

De acordo com ela, os fãs vão entender de primeira o motivo pelo qual os Eternos são impedidos de participar dos conflitos humanos. Isso explica, por exemplo, porque eles estiveram fora de Vingadores: Guerra Infinita e sua sequência, Ultimato. A diretora deixa claro que tudo isso veio de uma ordem direta do Celestial Arishem:

“O público vai entender o motivo. Não só o porquê, mas como eles se sentiram por não interferir. Vamos explorar isso. Você verá isso no filme. Os Eternos são instruídos a não interferir em nenhum conflito humano a não ser que os Deviantes estejam envolvidos. Há uma razão para isso. E essa é a instrução do Celestial primordial Arishem.”

Nos quadrinhos, Arishem é um Celestial conhecido como o “Matador de Mundos“. Ele toma o papel de juiz, sendo responsável por julgar todos os planetas como “dignos ou não” de continuarem existindo. Ele já enfrentou os X-Men e outros heróis da Marvel, que tentavam mostrar o valor da Terra.

Vale lembrar que, nos quadrinhos, Thanos é um membro da raça Eterna.

Porém, ainda sobre Thanos e seu “papel” no filme, Chloe Zhao foi vaga, mas disse que quer explorar um tempo antes mesmo do nascimento do Titã Louco ou dos heróis do Universo Cinematográfico da Marvel. Para ela, o foco permanece em visitar a antiguidade e tempos imemoriais, além de trabalhar mais a mitologia dos Celestiais:

“O que me animou foi a ideia de voltar no tempo e explorar uma era antes do nascimento de Thanos, antes do nascimento de todo mundo. Quão longe o MCU volta no tempo? E isso nos leva à mitologia dos Celestiais. Tudo envolvendo os Celestiais será terá uma gigantesca escala de complicação, vamos deixar assim.”

É curioso pensar nisso – e vale lembrar que, nas HQs, Thanos também é membro da raça Eterna. Não sabemos ainda se sua origem será ligada aos Eternos ou se o filme simplesmente vai ignorar a presença do Titã Louco. De qualquer forma, o foco de Chloe Zhao é justamente apresentar essa nova equipe e suas próprias aventuras ao longo das eras, e estamos mais do que ansiosos por isso.

Eternos chega aos cinemas em 5 de novembro de 2021.

Confira abaixo tudo o que você precisa saber sobre Ikaris:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux