O Esquadrão Suicida: Filme faz grande mudança na origem e poderes do Homem das Bolinhas

Capa da Publicação

O Esquadrão Suicida: Filme faz grande mudança na origem e poderes do Homem das Bolinhas

Por Leo Gravena

Atenção: Alerta de Spoilers!

Nos quadrinhos, o Esquadrão Suicida já teve vários membros bastantes estranhos, porém no novo filme da DC, vemos essa parte das HQs sendo levada bem a sério quando vemos personagens como o Doninha e TDK fazendo parte da Força Tarefa X de Amanda Waller, contudo, um personagem com poderes e visual bem ridículo nas HQs acaba ganhando um arco bastante emocional e uma origem diferente e bem interessante: o Homem das Bolinhas, interpretado por David Dastmalchian.

Originalmente, Abner Krill, o Homem das Bolinhas (ou só Bolinhas), é um dos vilões antigos do Batman e possui um traje tecnológico cheio de bolinhas coloridas que se transformam em armas ou objetos de fuga bizarros. Tendo habilidades ligadas a tecnologia, suas bolinhas também podem se autodestruir e são bem caras, fazendo com que em uma de suas outras aparições, ele apenas use um taco de beisebol.

Sendo um vilão mais do que pequeno e descartável dos quadrinhos, ele nunca teve uma origem além a de ser um vilão com poderes tecnológicos. Mas isso muda no novo filme da DC. Em O Esquadrão Suicida, James Gunn traz uma origem trágica para o personagem, além de reinventar seus poderes, mantendo apenas seu visual.

Abner Krill, o Homem das Bolinhas, usando seus poderes em O Esquadrão Suicida.

Abner Krill, em O Esquadrão Suicida, ganhou seus poderes após sofrer experimentos causados pela própria mãe, uma cientista da S.T.A.R. Labs que queria que seus filhos fossem super-heróis e tivessem habilidades especiais. Krill, que diz ter sido um dos que sobreviveram aos experimentos, foi infectado com um vírus interdimensional e, caso ele não solte as “bolinhas” duas vezes ao dia, ele começa a ficar desfigurado e elas irão comê-lo vivo.

Com a ajuda de duas manoplas que ele usa, ele consegue direcionar e jogar essas bolinhas, que podem desintegrar totalmente qualquer coisa orgânica que tocam, podendo matar facilmente qualquer pessoa.

O que achou da jornada do personagem em O Esquadrão Suicida? Não deixe de comentar!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."