Capa da Publicação

Dragon Ball Super: Tudo sobre Toronbo, o novo dragão da franquia

Por Márcio Jangarélli

Atenção: Alerta de Spoilers!

Depois de tantos anos apenas com o Shenlong e o Porunga – o dragão de Namekusei – os fãs de Dragon Ball Super foram pegos de surpresa com o surgimento do magnânimo Zalama, o Super Shenlong. Mas ele não foi o último dragão dos desejos apresentado na história.

Seguindo com o arco do Granolah, o Sobrevivente, Dragon Ball Super apresentou um novo dragão, que parece ser bem diferente do que estamos acostumados. Ainda descobrimos novas informações sobre a criação das Esferas e sobre o passado dos Namekuseijins.

Para sanar suas dúvidas sobre essas novidades em Dragon Ball, resolvi reunir todas as informações que já temos sobre o Toronbo, o novo dragão de Super. Encontre as Esferas e vem comigo nessa!

Quem é Toronbo em Dragon Ball Super?

Visual completo do Toronbo, o dragão do planeta Cereal.

Durante o capítulo 69 do mangá de Dragon Ball Super, um novo dragão dos desejos foi apresentado na história: Toronbo, o dragão do planeta Cereal. Ele é invocado pelo Granolah e possui algumas peculiaridades em relação aos outros dragões da saga.

Toronbo é o dragão vindo das Esferas criadas por Monaito, um Ancião Namekuseijin que sobreviveu ao massacre feito pelos Saiyajins no planeta Cereal. Além dos Cerealujins – raça do Granolah – alguns Namekuseijins também viviam no lugar e foram obliterados quando o exército do Freeza atacou.

Diferente de Shenlong, Porunga e Zalama, Toronbo é um dragão pequeno, se estendendo apenas um pouco acima das árvores. Sua aparência lembra mais um anfíbio, parecido com um axolote e com os Shugarjins, raça que ocupa o planeta Cereal atualmente.

Para o ritual, Granolah usa o dialeto Namekuseijin, como na invocação do Porunga. A parte mais interessante aqui é que esse dragão possui apenas duas esferas, de uma e duas estrelas, quebrando o padrão das sete Esferas do Dragão da história. E ele pode realizar apenas um desejo.

Qual é a relação do Toronbo com o Granolah?

Granolah desejou se tornar o guerreiro mais forte do universo.

Granolah é quem invoca Toronbo na história, mas essa não é a única relação do rapaz com as Esferas do Dragão. Sobrevivendo ao ataque dos Saiyajins 40 anos antes, ele foi criado por Monaito, o Ancião Namekuseijin que vive no planeta Cereal, a quem chama de avô.

Monaito e Granolah vivem em uma casa de estilo Namekuseijin nos arredores de uma das cidades Shugajins do planeta Cereal. Como o Ancião diz que as Esferas desaparecerão quando ele morrer, ele deve ser o criador original das duas Esferas do Toronbo.

Até o momento atual na história, a Esfera de duas estrelas estava desaparecida, provavelmente perdida durante os ataques dos Saiyajins ou escondida pelo próprio Monaito. No entanto, os Shagajins a encontram e fazem um anúncio televisivo sobre o caso, visto pelo Granolah. Assim, ele rouba a esfera e invoca Toronbo, desejando se tornar o guerreiro mais poderoso do universo.

O que mais aprendemos sobre os Namekuseijins?

Até mesmo Zalama, o Dragão dos Deuses, vem de Esferas do Dragão.

É estranho, mas só agora Dragon Ball resolveu explorar um pouco mais do passado da raça dos Namekuseijins e da criação das Esferas do Dragão. E as novas informações são bem legais.

No capítulo 69, vemos uma aula do Moori, o Ancião de Namekusei, sobre as Esferas do Dragão – para contextualizar o que estava acontecendo no planeta Cereal. De acordo com a história, as Esferas podem variar de tamanho e quantidade dependendo de quem as cria. Isso complementa a informação sobre a quantidade de desejos dos dragões, que também varia de acordo com o poder do criador.

Moori afirma que existem esferas em outros planetas além de Namekusei, citando a Terra como exemplo, dizendo que onde há um Namekuseijin, existe essa possibilidade. Ele cita a possibilidade da existência de Namekuseijins em outros planetas – como aconteceu em Cereal – mas afirma ser muito difícil ter contato com todos eles.

Outra informação interessante é que o propósito original das Esferas foi revelado: elas serviam para recompensar guerreiros por grandes feitos no passado. Por fim, e talvez essa seja a parte mais importante do discurso de Moori, descobrimos que os Namekuseijins “vieram para esse Universo a partir de outro mundo”. O que isso significa realmente? Só o futuro pode dizer.

E aí, o que você achou da chegada do Toronbo e de todas as novidades sobre o lore em Dragon Ball Super? Não esqueça de comentar!

Veja agora nossa lista sobre Dragon Ball:

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.