Capa da Publicação

Disney quase comprou a Warner Bros. em 2016

Por Gus Fiaux

Nos últimos vinte anos, o mercado do entretenimento tem passado por grandes reviravoltas – e se alguém está saindo vitorioso disso, certamente é a Disney. A empresa conseguiu comprar várias subsidiárias de peso, como a Marvel, a Pixar e a Lucasfilm, criando para si um catálogo gigantesco de produções originais e propriedades intelectuais. Corta para alguns anos atrás, também tivemos a aquisição da Fox pelo estúdio, o que certamente balançou as estruturas de Hollywood – porém, você sabia que a Disney quase comprou outro gigante estúdio de entretenimento em 2016?

Recentemente, o The New York Times produziu um artigo gigantesco falando um pouco sobre tudo que aconteceu na Warner Bros. desde sua compra pela AT&T, realizada em outubro de 2016. O estúdio está passando por algumas mudanças bem radicais recentemente, o que inclui uma fusão com a Discovery. Porém, um dos tópicos abordados na matéria é justamente o fato de que, pouco antes da compra do estúdio pela AT&T ser oficializada, a Disney apareceu, interessada em adquirir a Warner.

De acordo com fontes próximas do alto escalão da WarnerBob Iger (que era presidente da Disney na época) ligou para Jeff Bewkes (que era presidente da Time Warner até 2018) em busca de um acordo que garantisse a venda da Warner para a Disney. Na época, Bewkes recusou a proposta e disse que uma conversa já estava em andamento – ele estava falando da AT&T, que estava prestes a oficializar a compra. Anos depois, Bob Iger fez uma ligação parecida – mas com grande sucesso – para Rupert Murdoch, o ex-dono da Fox.

Presidente da Disney na época, Bob Iger tentou realizar a compra da Warner Bros.

É muito interessante pensar que esses acordos e trâmites de compra e venda de estúdios sempre estão acontecendo, mesmo que nós só descubramos anos depois de tudo ter acontecido. E nesse caso específico, é ainda mais curioso ao pensar que a Disney poderia ter expandido ainda mais seu império caso tivesse adquirido a Warner – atualmente, o único estúdio que tem chance de fazer uma concorrência direta à casa do Mickey Mouse. Isso provavelmente traria um impacto negativo para a indústria, mas por outro lado, os fãs se contentariam em ver os Vingadores lutando ao lado da Liga da Justiça nos cinemas.

Abaixo, veja também 10 desenhos antigos para ver no Disney+:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux