Capa da Publicação

Desjuntados: Série de comédia do Prime Video mostra relação moderna e reflete sobre a era da imagem

Por Evandro Lira

Saída das mentes de Mina Nercessian e Daniele Valente, Desjuntados narra a história de um casal que decide se separar, mas devido às dívidas acumuladas, os dois precisam continuar dividindo o mesmo teto. Quem pensa que essa situação inusitada é algo da ficção, não se deparou com os mesmos “dados” que Mina e Daniele.

Em entrevista à Legião dos Heróis, as escritoras relataram como se debruçaram sobre o tema e descobriram que situações como essa têm se tornado mais comuns nos últimos anos, em especial por causa da crise financeira. “Pareciam sinais, porque pessoas que a gente conhecia, amigos em comum, estavam passando pelo mesmo problema. Eu pensei ‘Então vamos juntar esses aspectos que a gente conhece, vamos entender tudo sobre isso’. No fim, a gente achou que era uma história que merecia ser contada e que muita gente iria se identificar”, diz Dani.

Gabriel Godoy e Leticia Lima protagonizam ‘Desjuntados’ como Caco e Camila

As duas contam que a série fazia parte de um projeto pessoal. Elas nunca cogitaram que a coisa poderia ganhar vida em uma plataforma como o Amazon Prime Video. “A gente tinha o prazer de desenvolver e escrever a série. Não ficávamos pensando se poderia ser vendida ou não. Até o dia em que uma amiga nossa, a Carolina Viana, leu, adorou e disse que levaria para o Prime Video […] Depois ela voltou e disse ‘Eles adoraram a ideia, mas vocês vão precisar ir ao escritório deles em Los Angeles’ […] No final da reunião com o pessoal da Amazon, estava todo mundo feliz, e minha única reação foi virar para a Mina e perguntar se meu inglês tava bom”, contou Dani Valente em meio às gargalhadas de seus colegas.

Divertida sem apelar para o óbvio, Desjuntados acompanha a vida não apenas do casal principal vivido por Letícia Lima e Gabriel Godoy, mas se lança a comentar a vida no OceanWays, condomínio luxuoso na Barra da Tijuca, que para a diretora Anne Pinheiro Guimarães também é um personagem da trama.

Letícia Isnard como Ana e Letícia Lima como Camila em ‘Desjuntados’

Anne conta que não queria que a série ficasse restrita apenas aos protagonistas e aos seus vizinhos. Por isso, ela teve a ideia de apresentar uma história de amor paralela entre um funcionário do condomínio e uma entregadora, que nada mais é do que pequenas cenas silenciosas, que misturam efeitos cartunescos e tons de comédia romântica.

Mas se engana quem acha que Desjuntados não traz algumas reflexões para além dos momentos hilários e constrangedores. Quase todos os personagens da série vivem pelo seu estilo de vida suntuoso, de modo que mesmo quando a conta bancária não permite,  não há ninguém disposto a abrir mão de “performar” a imagem de bem-sucedido.

“A gente vive na era da imagem”, explica Dani Valente. “Além de tudo que a série aborda, a gente quis mostrar, ali na última camada, que essa coisa de viver de aparências, que passar por um perrengue danado apenas para ostentar aquele lugar para morar, é uma realidade dos dias de hoje. A gente faz perceber ali, a partir do arco de cada personagem, que isso não deixa aquelas pessoas mais felizes.”

Quem assiste a Desjuntados não consegue imaginar um outro visual para o condomínio OceanWays, afinal que outro local seria tão excessivamente pretensioso? No entanto,  se não fosse a pandemia de COVID-19, é bem provável que tivéssemos um OceanWays bem diferente. Isso porque a produção foi filmada no Uruguai, país onde o risco de contágio pelo coronavírus era menor.

“Foi uma grande vantagem a gente ir pro Uruguai”, diz Anne Pinheiro Magalhães. “Afinal de contas, fomos pra locações que diziam muito sobre os personagens e que não teriam no Rio de Janeiro, mas que ao mesmo tempo, são muito cariocas. Quando entrei naquele condomínio pela primeira vez, eu quase chorei. Aquela maluquice de ter uma fonte no meio da piscina, eu falei ‘Gente, pelo amor de Deus, a gente precisa autorizar esse lugar porque ele é fascinante.”

Na série, Camila é revendedora de cosméticos

A pandemia, porém, trouxe outros desafios para a produção, incluindo para o elenco, que precisou fazer toda a preparação para a série de forma remota. “Fazer todo um processo numa pandemia, filmar numa pandemia, tudo, os mínimos detalhes ficam completamente enormes e difíceis de fazer”, diz Letícia Lima, que interpreta a protagonista Camila.

Na série, Caco e Camila estão em pé de guerra após decidirem se separar, mas não vão abrir mão do apartamento na Barra da Tijuca. Camila conta com o apoio da amiga Paty, vivida por Danni Suzuki, enquanto começa a se relacionar com Roberto Carlos, personagem de Rômulo Arantes Neto.

“Essa é uma série que fala sobre relacionamentos. Vai pegar aquele público que acharia a ideia de morar com o ex uma coisa engraçada, mas  funciona pra quem acha que a situação toda é um grande drama ou um filme de terror”, brinca Danni Suzuki.

Danni Suzuki interpreta a melhor amiga de Camila, Paty

Rômulo Arantes Neto desconfia da aparente cara de bom moço do novo pretendente de Camila, que leva o nome do “rei” Roberto Carlos. O personagem soa como o homem ideal aos olhos de qualquer um, mas o ator acredita que há mais sobre o personagem que a gente ainda não sabe.

“Eu achei que ele iria por esse caminho da vilania, que fosse ser um antagonista. Eu ainda não descarto essa ideia caso façamos uma segunda temporada”, diz o ator.

Porém, uma segunda temporada ainda é algo nebuloso para os artistas. Perguntado sobre o que podemos esperar de um segundo ano de Desjuntados, Gabriel Godoy disse que não tem permissão para falar sobre o assunto, mas que deseja fazer quantas temporadas fosse possível. “Como ator, a gente sempre quer que a série tenha mais de quinhentas mil temporadas. Mas a gente não sabe nada sobre isso, por enquanto”, ele disse.

Quanto ao relacionamento de Caco e Camila, que na série a gente vê como começou, como se deu ao longo dos anos e principalmente após o término, Gabriel acredita que existe um sentimento forte de amor e cumplicidade entre os dois. Mas isso não o deixa necessariamente otimista: “Eu acho que existe sim um amor ali. Isso é visível. Mas também quantos relacionamentos a gente vê que existe amor, mas que já está desgastado? O quanto é amor e o quanto é apego, sabe? Eu tô curioso pra ver no que vai dar. Acho que tudo pode acontecer.”

Tudo pode acontecer com os personagens de Desjuntados, e para saber o que de fato acontece nestes sete episódios, é só dar play na série no Prime Video. Se você ainda não é cliente, assine aqui.

A Legião dos Heróis foi convidada pelo Amazon Prime Video para conversar com o elenco, as criadoras e a diretora de Desjuntados. A série está atualmente disponível para streaming.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira