Capa da Publicação

Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba 2×01: O Pilar das Chamas, Kyojuro Rengoku

Por Flávia Pedro

Finalmente tivemos a estreia da segunda temporada de Kimetsu no Yaiba, tão aguardada pelos fãs que assistiram ao filme ainda no início deste ano de 2021. Como haviam divulgado, a série vai mesmo contar com cenas novas para acrescentar novos elementos ao arco do Trem Infinito.

Isso é ótimo, tanto para quem viu o filme e estava com medo de nada novo ser apresentado, quanto para quem não viu o filme e precisa de um contexto para ser inserido na continuação da história da primeira temporada.

Vale ressaltar que esse primeiro episódio é um conteúdo completamente inédito! Não temos ele no filme, no mangá e em nenhum outro documento oficial da obra. Isso foi um ponto muito legal, porque além do episódio ser uma novidade, também foi uma espécie de pré-temporada, fazendo uma ligação entre o final da primeira temporada e momentos antes dos acontecimentos do filme.

Primeiro ataque do oni ao maquinista do Trem Infinito.

Apesar da aparência delicada da obra, a primeira cena já nos mostra o que esse arco nos reserva. Numa cena triste, mas esteticamente muito bonita pelas cores, enquadramentos e trilha sonora, vemos a morte de um dos maquinistas do Trem Infinito, com sangue espirrando em nossas telas. Isso mostra como Kimetsu no Yaiba está disposto a ser mais violento daqui pra frente, tendo em vista tudo que ainda está para acontecer.

Além de contextualizar muito bem esse meio entre anime e filme, fazendo uma ótima ligação, o episódio nos apresenta o personagem que terá destaque nesse arco: o Kyojuro Rengoku, uma vez que quem não assistiu ao filme (e até quem assistiu), não sabe nada sobre a personalidade ou quem é o personagem além de que ele é um dos Hashiras/Pilares.

Foi bem legal também ver o que os outros Hashiras acham dele, cada um dando sua opinião do seu jeito, mas no fim todos concordando que gostam do Hashira das Chamas.

Kyojuro Rengoku no primeiro episódio da segunda temporada de Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba.

Aqui podemos ver um pouco de como é a personalidade de Rengoku. Um jovem simpático, gentil, carismático e com um aspecto que emana a energia de um verdadeiro herói. Rengoku aparenta ser um Hashira muito experiente e seguro de suas habilidades. Isso fica claro em momentos como quando salva um dos mecânicos do trem que era feito de refém por um oni, cortando sem exitar seus braços e salvando a vítima.

Outro momento em que isso fica claro para nós é quando, após salvar o mecânico, o oni foge se gabando de sua velocidade a fim de fazer mais vítimas (uma avó e sua neta que Rengoku conhece minutos antes). O Hashira “deixa” o oni fugir, atende calmamente o civil ferido realizando os primeiros socorros à tempo da equipe com médicos chegar e, só depois, parte em busca do oni.

Isso pode ter sido visto como imprudência em primeiro momento, mas demonstra como o personagem não só sabe da sua capacidade, como confia plenamente em suas habilidades.

Rengoku usando a Respiração das Chamas

A partir desse momento vemos a forma como Rengoku controla sua respiração, de um jeito incrível e com uma qualidade de animação que Kimetsu no Yaiba sempre nos oferece. Inclusive, quem diz que esse anime só faz sucesso por ser bonito vai continuar dizendo, pois a animação continua linda, com uma cartela de cores e enquadramentos cuidadosamente trabalhados.

Nesse episódio temos a inserção de duas personagens de forma rápida, mas que teve duas funções: a primeira e mais óbvia, servir como um aparato para nos apresentar o personagem do Rengoku, inclusive relacionando-o muito bem com seu pai, o que foi uma deixa muito boa para os flashbacks de seu passado que veremos mais adiante.

A segunda foi nos lembrar que a existência de onis não é de conhecimento geral. Existem pessoas que sabem porque viram ou já foram atacadas, mas também as que não acreditam e levam os Onis como uma lenda antiga.

Avó e neta, novas personagens inseridas nesse primeiro episódio.

Isso fica bem claro nesse conflito de gerações entre avó (que já foi salva há 20 anos pelo pai de Rengoku) e sua neta que não acredita na existência de onis. As próprias mortes (40 no total) dentro do Trem Infinito são vistas e divulgadas em jornais como misteriosas, não sendo relacionadas a demônios pelos civis.

Esse episódio inédito foi muito bom para que nós nos ligássemos mais ao Rengoku. Seu olhar, seus cabelos, sua capa e até mesmo seu jeito de comer nos fazem gostar ainda mais dele. Se já era difícil não gostar do personagem depois de ter assistido ao filme, depois de conhecermos ainda mais de sua personalidade isso se torna quase impossível.

Rengoku é encantador e tenho certeza que pra quem assistiu o final do filme, esse primeiro episódio deixou Mugen Train: Trem Infinito ainda mais triste.

O primeiro episódio da segunda temporada de Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba já está disponível na Crunchyroll e na Funimation.

Está previsto que a obra adapte o arco do Trem Infinito até dia 5 de dezembro, só a partir dessa data veremos de fato os novos acontecimentos dessa segunda temporada. Mas e você? Assistiu ao filme e gostou desse primeiro episódio? Está ansioso pela nova temporada? Deixa sua opinião nos comentários!

Veja também nossa lista Kimetsu No Yaiba: As 10 melhores lutas do anime (até agora) ranqueadas:

Imagem de perfil
sobre o autor Flávia Pedro

Historiadora formada pela UFF e apaixonada por cultura japonesa, animes, mangás, filmes... Criadora de conteúdo no instagram Anime Dicria, viciada em café e leitora de fanfics ruins nas horas vagas. Instagram: fllavia_pedro