Capa da Publicação

Cyberpunk 2077: Reportagem revela que conteúdos foram cortados do jogo

Por Melissa de Viveiros

Mesmo algum tempo após seu lançamento, Cyberpunk 2077 continua gerando notícias. O jogo teve uma estreia conturbada, e foi considerado por muitos uma grande decepção por não cumprir tudo que havia sido prometido durante sua campanha de marketing. Agora, o game da CDProjekt Red voltou a ser discutido graças a uma uma reportagem de Jason Schreier, nome importante do jornalismo de jogos, que revelou que alguns conteúdos foram cortados do jogo.

Embora tenha sido anunciado em 2013, o desenvolvimento de Cyberpunk não começou até 2016, sofrendo diversas mudanças antes de seu lançamento. Isso não é algo incomum quando se trata de desenvolvimento de jogos, uma vez que devido às limitações de tempo ou orçamento, é comum que muitos elementos que haviam sido planejados não cheguem à versão final do jogo.

Ainda assim, alguns dos elementos cortados durante o desenvolvimento de Cyberpunk parecem extremamente interessantes, sendo inclusive elementos que parte do público já havia manifestado interesse.

De acordo com o site ComicBook, um desses elementos seria jogar em terceira pessoa, algo que originalmente seria a perspectiva utilizada. Muitos ficaram surpresos quando, em 2018, a CDProjekt revelou que o jogo seria em primeira pessoa com a divulgação de uma gameplay, uma vez que a franquia The Witcher é conhecido por sua perspectiva em terceira pessoa. Além disso, essa mesma gameplay mostrava que seria possível correr nas paredes, um elemento que foi removido por problemas de design. 

Imagem da demo de Cyberpunk 2077, divulgada em 2018

O jogo também contaria com carros voadores, mas provavelmente devido à dificuldade de implementar esse elemento do jogo, combinada aos diversos problemas de desenvolvimento pelos quais Cyberpunk já estava passando, essa ideia foi deixada de lado. Emboscadas de carros também foram planejadas, mas não chegaram a ser implementadas como o pretendido.

Não é possível saber com certeza em que estágio do desenvolvimento esses conteúdos foram cortados, embora a perspectiva em terceira pessoa e os carros voadores possivelmente tenham sido removidos ainda na fase inicial, uma vez que apareceram na gameplay divulgada em 2018. 

Ainda assim, a reportagem de Schreier menciona que essa gameplay foi feita especificamente para o marketing, e não era parte já finalizada do jogo, o que sugere que mesmo em 2018 não estava claro o que de fato estaria na versão final de Cyberpunk. O líder do estúdio, Adam Badowski, negou algumas das alegações de Schreier em sua conta no Twitter.

O que você acha do conteúdo que foi cortado? Cyberpunk teria sido melhor com esses elementos? 

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || Mais obcecada pela lore de WoW do que é saudável. || @windrunning_