Capa da Publicação

Christopher Plummer, de Uma Mente Brilhante, morre aos 91 anos

Por Raphael Martins

Hoje (5) o mundo do cinema perdeu um de seus maiores atores. Christopher Plummer, conhecido por filmes como O Informante, Uma Mente Brilhante e O Homem Que Queria ser Rei, morreu aos 91 anos. A notícia é do site Variety. A causa da sua morte não foi divulgada.

Nascido no Canadá em 1929, Christopher Plummer já era um grande ator de teatro quando foi escalado como o chefe da família Von Trapp no clássico A Noviça Rebelde, de 1965. Foi também durante a década de 1960 que ele construiu uma presença forte no cinema que prosseguiu pelas décadas seguintes. Em 1975, estrelou mais um clássico, O Homem Que Queria Ser Rei, um de seus trabalhos mais conhecidos.

Prosseguiu trabalhando em grandes sucessos do cinema, como O Informante, Alexandre e A Lenda do Tesouro Perdido. Em 2010, ganhou seu primeiro Oscar pelo filme Toda Forma de Amor, onde interpretava um idoso que se assumia homossexual em plena velhice.

Christopher Plummer em Entre Facas e Segredos, um de seus últimos trabalhos

Sempre solícito e com muita disposição, apesar da idade avançada, Christopher Plummer aceitou o papel de J. Paul Getty quando Kevin Spacey foi afastado da produção de Todo o Dinheiro do Mundo após acusações de abuso. O esforço valeu a pena: o papel lhe rendeu mais uma indicação ao Oscar em 2018.

Entre seus últimos trabalhos está Entre Facas e Segredos, sucesso de 2019 dirigido por Rian Johnson (Star Wars: Os Últimos Jedi), no qual interpretou Harlan Thrombey.

A equipe do Legião dos Heróis deseja a Christopher Plummer uma boa passagem e presta suas condolências a seus amigos e familiares.

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael