Capa da Publicação

Capitã Marvel e Máquina de Combate terminam seu relacionamento nos quadrinhos

Por Raphael Martins

Atenção: Alerta de Spoilers!

Juntos nos quadrinhos desde 2014, a Capitã Marvel e o Máquina de Combate se tornaram um dos casais mais duradouros do universo Marvel nos últimos anos, cujo relacionamento sobreviveu a grandes provações, como a saga Guerra Civil II. Mas na mais nova edição da HQ solo da heroína, este elo não sobreviveu e o namoro, enfim, acabou.

Anteriormente em Capitã Marvel…

No arco atual dos quadrinhos da Capitã Marvel, chamado “O Novo Mundo”, Carol Danvers é misteriosamente transportada para o ano de 2052, no qual grande parte do planeta Terra foi destruído e poucos sobreviventes restaram. Entre eles, estão alguns velhos amigos e uma nova geração de heróis, em sua maioria filhos dos antigos Vingadores. Brigid, a filha de Thor, e Kate Barton, filha do Gavião Arqueiro com a Viúva Negra, são alguns membros deste novo grupo.

Carol também conheceu a futura filha de seu atual namorado, James Rhodes, o Máquina de Combate, mas para sua surpresa, ela não era a mãe da jovem. E assim, ao finalmente voltar para o presente, ela toma uma decisão e termina seu relacionamento com o herói.

“Precisamos conversar”, diz Carol para Rhodey. Nada de bom vem depois dessa frase.

Corações partidos

Em Captain Marvel #25 (via CBR), Carol e seus amigos se unem para impedir que Ove saia do ano 2052 para uma outra época. Filho de Namor e Encantor, o vilão queria viajar até os tempos atuais, onde poderia liberar seus poderes tirânicos sobre todos. Às custas do sacrifício de sua própria mãe, ele consegue, mas não do jeito que ele queria, sumindo da linha do tempo.

Terminada a batalha, é hora de a nova geração de heróis reconstruir aquele mundo e de Carol voltar para casa. Ao voltar, nem um único segundo se passou para aqueles que estavam na linha do tempo normal, como Mulher-Aranha, Hazmat e Máquina de Combate, com quem a Capitã Marvel se reúne e conta tudo o que viu no futuro.

Quando finalmente fica sozinha com Rhodey, ela explica a ele que conheceu a futura filha do herói, cujo nome era apenas Rhodes, lhe contando que ela tinha seus próprios super-poderes e que foi essencial na batalha contra Ove. O único problema é que ela não era a mãe da jovem heroína. E para garantir que ela nascerá no futuro para proteger a Terra, ela precisa terminar com Rhodey, o que ela faz com grande sofrimento em seu coração.

“Se você a tivesse conhecido… Quando você a conhecer, você vai entender…” diz Carol.

“Eu não contaria com isso,” interrompe Rhodes;

“Vo-você está indo?” 

“Eu tenho que sair daqui. Eu preciso pensar.” 

“Quando você a conhecer, você vai entender… Você vai entender e vai me perdoar.” 

Para garantir a existência da heroína do futuro, Carol é obrigada a terminar seu relacionamento com Rhodey

Rhodey tenta argumentar e diz a Carol que aquele era apenas uma possibilidade de futuro e que o tempo é reescrito o tempo todo, mas a Capitã Marvel não está disposta a correr o risco de privar o mundo de uma grande heroína, que pode ser essencial para sua salvação. Diante da situação, Rhodey vai embora de coração partido, deixando Carol se sentindo ainda pior.

A mãe da jovem Rhodes não é revelada durante a edição, então esse mistério vai durar mais algum tempo. Mas será que o término da Capitã Marvel com o Máquina de Combate é realmente definitivo? Deixem seus comentários!

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael