Por onde anda Cameron Diaz? Entenda porque a atriz sumiu de Hollywood

Capa da Publicação

Por onde anda Cameron Diaz? Entenda porque a atriz sumiu de Hollywood

Por Arthur Eloi

É muito comum que grandes nomes de Hollywood apenas sumam dos holofotes, mas isso nunca deixa de ser surpreendente. Uma estrela pode ser altamente popular durante algumas décadas, e apenas desaparecer nos anos seguintes. Para quem acompanhou filmes das décadas de 1990 e 2000, a ausência de Cameron Diaz nas telas é um desses casos estranhos.

A atriz, que estrelou grandes obras como As Panteras (2000), Vanilla Sky (2001) e muito mais, não dá as caras em um filme desde 2014. O que aconteceu com Cameron Diaz?

O sucesso de Cameron Diaz

A atriz começou em O Máskara.

A vida de Cameron Diaz é cheia de fatos interessantes. Com ascendência cubana e alemã, a atriz foi viajar o mundo aos 16 anos de idade, e morou em países como Japão, Austrália e México. Assim que retornou à Los Angeles, nos Estados Unidos, conseguiu seu primeiro papel aos 21 anos: viver o par romântico de Jim Carrey em O Máskara (1994).

Dali em diante, ela se viu em inúmeras oportunidades de peso, como as comédias românticas O Casamento do Meu Melhor Amigo (1997), Quem Vai Ficar com Mary? (1998) e Quero Ser John Malkovich (1999). O começo dos anos 2000 foram ainda melhores para a atriz, que foi uma das protagonistas de As Panteras (2000) ao lado de Lucy Liu e Drew Barrymore. Além disso, ela também é a voz da princesa Fiona em toda a franquia Shrek.

Fiona se tornou um de seus papéis mais marcantes.

Tendo se estabelecido como um sucesso das comédias românticas, ela pegou papéis em filmes como Tudo para Ficar com Ele (2002), O Amor Não Tira Férias (2006) e Jogo de Amor em Las Vegas (2008), além de ocasionalmente dar as caras em outros gêneros, como no drama policial Gangues de Nova York (2002), de Martin Scorsese.

Quando a primeira década dos anos 2000 acabou, Cameron Diaz passou a pegar menos projetos. A partir de 2010, os destaques de sua carreira ficam para as comédias Professora Sem Classe (2011) e O Que Esperar Quando Você Está Esperando (2012), e o drama O Conselheiro (2013), de Ridley Scott. A comédia Annie (2014), adaptação de um musical de mesmo nome, marcou seu último papel. Depois disso, Cameron Diaz apenas desapareceu das telonas.

A aposentadoria de Cameron Diaz

Cameron Diaz e Benji Madden.

De 2014 para cá, a atriz se casou com o músico Benji Madden, guitarrista da banda Good Charlotte. Juntos, o casal teve uma filha no início de 2020. Ela também lançou uma linha de vinhos chamada Avaline. Se não tivesse ficado claro que ela havia se afastado de Hollywood, em 2018 ela colocou em palavras durante uma entrevista: Cameron Diaz se aposentou da atuação.

Já em 2020, falando com Gwyneth Paltrow, a ex-atriz explicou a decisão de parar de atuar (via Vanity Fair):

É algo estranho de dizer, e sei que muita gente não vai entender, mas o ritmo de trabalho é muito intenso, ainda mais com tanta exposição. Há muita energia direcionada à você o tempo todo quando se é um ator visível, fazendo eventos com a imprensa. Sou bastante sensível a certas energias, e fico sobrecarregada com a atenção do público. Eu só parei, olhei para a minha vida, e descobri o que estava faltando.

O processo de se afastar das telonas não parece ter sido fácil, como descreve Diaz:

Cinema é um expediente de 12 horas diárias. Por meses, não há tempo para mais nada. Eu percebi que havia terceirizado partes da minha para várias outras pessoas, e acabei perdendo. Eu basicamente tive que assumir novamente a responsabilidade pela minha própria vida. Havia muita coisa para resolver, muitos relacionamentos para consertar, e muitas relações ausentes que tive que construir.

As Panteras foi um dos trabalhos mais aclamados da atriz.

Essa questão de “terceirizar” partes da própria vida para outras pessoas parece ter sido o que mais incomodou a ex-atriz, que criticou a falta de responsabilidade dos atores em Hollywood:

Atores são infantilizados. Nos colocam em uma posição em que tudo é resolvido para nós. Você vai para o set e todo mundo quer carregar a sua bolsa, mas você não pode fazer nada – não querem nem imaginar o que seria se algo acontecesse com você e isso impedir deles terminarem o filme. 

 

Você é responsável por obras multimilionárias, e precisa falar com a imprensa e fazer propaganda dessas coisas. É exaustivo, sua vida se torna muito limitada. Todo mundo faz tudo para você. Nunca me senti confortável com isso. Eu precisava me tornar autossuficiente de novo.

Pela forma intensa que Cameron Diaz fala sobre a mudança que foi sair de Hollywood, é bem difícil que ela volte a fazer blockbusters e filmes com tanta frequência quanto nas décadas de 1990 e 2000. Para quem acompanhou a sua ascensão nas telonas, ela pode fazer falta, mas pelo menos é certo que a ex-atriz se encontrou: Eu agora tenho paz na minha alma porque estou finalmente cuidando de mim mesma, garantiu.

Aproveite e confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117