Capa da Publicação

Batman: Black and White apresenta novo inimigo do Cavaleiro das Trevas

Por Melissa de Viveiros

Atenção: Alerta de Spoilers!

A história Dual, apresentada em Batman: Black and White #2, acaba de colocar o Batman frente a frente com um novo e perigoso vilão, o White Bat (Morcego Branco, em tradução livre). Após rumores da violência utilizada pelo misterioso vigilante se espalharem, o Cavaleiro das Trevas passa a persegui-lo. No entanto, o que Batman não sabe é que esse novo vilão ameaça não apenas Gotham, mas também o próprio herói, uma vez que ele levará a dualidade entre o Cavaleiro das Trevas e Bruce Wayne ao extremo (CBR).

Na trama, Batman tem procurado White Bat por seis noites, e o novo antagonista tem se tornado cada vez mais violento. White Bat já espancou criminosos comuns das ruas até a morte, atacou pessoas em suas casas, prendeu moradores de rua no zoológico, e fez a eutanásia de pacientes que dependiam do suporte do hospital para viver. Na cena de todos os crimes, White Bat deixa um pacote de dinheiro.

Seguindo um rastro de fumaça por Gotham, o Batman parece estar se aproximando de White Bat, mas sempre chega atrasado. Ainda assim, o que Bruce vê quando o encontra traz mais perguntas do que respostas: o vilão é quase idêntico ao próprio Batman, e também se veste como o Morcego de Gotham, sendo as únicas diferenças a cor de seu traje, que é branco, e seus olhos, descritos como olhos brancos “sem alma”. 

Investigando um cartão deixado pelo antagonista, Alfred descobre que o cartão havia sido pintado sobre um antigo cartão das empresas Wayne, de quando ainda se chamavam Wayne Co. A partir daí, eles rastreiam o cartão até o misterioso Ewan Bryce, do qual não existe nenhuma informação, a não ser pela adição de seu nome à conta bancária de Bruce.

Em mais uma demonstração de ser uma versão “em negativo” do Batman, o White Bat utiliza uma versão branca do Bat-Avião, através da qual invade a frequência de comunicação utilizada pelo Batman. O vilão, então, afirma querer as quatro paredes da casa do Batman, e todos os quartos dentro dela.

Enquanto os dois se enfrentam nos céus, uma terceira aeronave, muito maior, se aproxima. A disputa dos dois resulta em ambos os motores explodindo, e Batman bate na enorme terceira aeronave. Ao explorá-la, Batman se depara com uma outra versão da Batcaverna, na qual encontra um homem idoso que dá boas vindas a Bruce, chamando-o de filho.

Ainda não está claro qual a real identidade do White Bat, mas o homem idoso que Bruce encontra parece ser ninguém menos que Thomas Wayne — ou, pelo menos, uma representação do pai de Batman

A história enfatiza, no entanto, que quem quer que o White Bat seja, ele traz um paralelo ao Batman, mostrando quem ele poderia ser caso permanecesse vivendo no passado, nunca superando as tragédias de sua vida e se entregando a seus impulsos mais violentos. Ainda que se vista de branco, o White Bat se apresenta como uma reflexão ainda mais sombria de quem o Batman poderia ser, se deixasse seu luto e sua raiva o consumirem.

E aí, quais são seus palpites sobre o White Bat? Não deixe de comentar!

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || What is infinite? The universe and the greed of men. || @windrunning_