Avatar: Teoria sugere que Korra tem uma “personalidade de dobradora de fogo”

Capa da Publicação

Avatar: Teoria sugere que Korra tem uma “personalidade de dobradora de fogo”

Por Gus Fiaux

O universo e a mitologia de Avatar sempre foram muito ricos. Com duas séries animadas, algumas HQs e muitas coisas por vir, a franquia sempre apresentou personagens bem complexos e com histórias profundas – e um exemplo perfeito disso é Korra, a protagonista da segunda série e sucessora de Aang no posto de Avatar. Diferente de seus antecessores, que sempre foram muito mais equilibrados e pacientes, Korra é rebelde, irritadiça e até agressiva.

Ao longo das quatro temporadas de sua série, a personagem precisa aprender a encontrar seu foco emocional, tudo isso enquanto enfrenta inimigos poderosos. Porém, diferente de Aang – que precisa aprender três formas de dobra em sua aventura solo -, Korra já começa versada na dobra de três elementos: ÁguaTerra Fogo. Isso causa várias dúvidas entre os fãs, já que geralmente o Avatar tem muita dificuldade em aprender o elemento “oposto” ao seu.

Por exemplo, Aang é um dobrador de ar – e um dos elementos mais difíceis para ele aprender foi a terra, já que exige uma concentração e uma estoicidade que ele não estava acostumado a ter. Como Korra é uma dobradora nativa de água, acreditava-se que fogo seria um dos elementos que ela mais teria capacidade de domar, mas esse não é o caso, já que ela aprende a dobrar o elemento ainda adolescente.

No Reddit, uma nova teoria surgiu ligando elementos de A Lenda de Aang com A Lenda de Korra. No final da série original, Aang precisa usar todo seu poder para criar uma forma de dobra de energia, que ele usa para remover os poderes do Senhor do Fogo Ozai. Com isso, ele é capaz de cortar a dobra de fogo do vilão, mas alguns creem que, ao tomar esses poderes, Aang acabou “corrompendo” sua próxima encarnação.

Teoria sugere que o espírito de Raava foi “corrompido” quando Aang derrotou o Senhor do Fogo Ozai.

Durante a batalha final entre Aang e Ozai, temos um momento bem icônico, quando podemos ver a energia dos dois personagens exposta. Aang está com seu corpo inteiramente azul, enquanto Ozai aparece laranja. Em determinado ponto, antes de conseguir extirpar a dobra de Ozai, o Avatar acaba sendo consumido pela corrupção da alma do vilão – tanto que ele quase fica inteiramente laranja, antes dessa aura retroceder e ele purificar seu próprio corpo.

Na teoria, no entanto, é dito que talvez o lado “flamejante” de Ozai tenha conseguido penetrar profundamente no espírito do Avatar, alcançando Raava – uma entidade do mundo espiritual que é a responsável pela existência dos Avatares. Em vez de apenas combater essa influência, Raava teria sido “contaminada” por ela e, na encarnação posterior do Avatar, teríamos um personagem com personalidade mais próxima de Ozai e dos dobradores de fogo.

Isso explicaria, por exemplo, porque Korra é tão diferente de seus antecessores e até mesmo dos membros da Tribo da Água, de onde ela veio. Como vimos em vários momentos, os dobradores de água são pacientes e emocionais, mas estão sempre controlando seus impulsos, enquanto Korra às vezes age sem pensar e é impulsiva ao extremo. Por outro lado, essa pode ser apenas a personalidade normal da heroína, ainda mais tendo que lidar com todo o legado impressionante que Aang deixou para trás e as cobranças em sua cabeça.

Avatar: A Lenda de Korra está disponível na Netflix.

Abaixo, veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux