Capa da Publicação

The Witcher: Lauren S. Hissrich pretende incorporar deficiência de Geralt na série

Por Gabriel Mattos

Mesmo com um visual fortemente inspirado nos jogos, a série de The Witcher bebe direto da fonte dos livros para contar sua história. Mas um detalhe dos livros acabou ficando de fora da série:  as deficiências que o bruxo adquire ao longo da trama. Contudo, no que depender da produtora executiva e showrunner, Lauren S. Hissrich, é apenas questão de tempo para isso aparecer no seriado.

Não é comum vermos protagonistas com deficiência em séries e filmes, especialmente quando não é uma narrativa sobre superar sua deficiência. Por esse motivo, a ideia de representar deficiência em uma série de ação como The Witcher agradou bastante Lauren.

Ela percebeu a grande oportunidade que tinha de trazer mais profundidade para o personagem de Geralt de Rívia ao ler um extenso fio no Twitter escrito pela usuária @mustangart.

No fio, Mustangart ressalta diversas passagens dos livros onde Geralt relata sentir dificuldades ao realizar tarefas que antes lhe pareciam simples. As dores surgem após o bruxo sofrer um ferimento gravíssimo que destrói seu cotovelo e seu fêmur no livro Tempo do Desprezo, que ainda não foi adaptado na série.

Em resposta direta à fã, Lauren declarou o seguinte:

“Não paro de pensar nesse fio. Eu li esses livros uma dúzia de vezes, inclusive esses trechos que ela ressaltou, e nunca pensei nada além de ‘Tá, Geralt sente dor… Próxima página’. Eu estava errada. Estou muito animada de poder explorar melhor isso. Poder adicionar mais essa camada ao nosso herói.”

Não se sabe o quanto esse fio vai influenciar o futuro da série, mas é sempre bom saber que a showrunner está mais que disposta em ouvir os fãs.

A primeira temporada de The Witcher já está disponível na Netflix. A segunda temporada estreia apenas em 2021.

Relembre os melhores momentos da série até agora:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse