Soul: Novo filme da Pixar atinge pontuação perfeita no Rotten Tomatoes

Capa da Publicação

Soul: Novo filme da Pixar atinge pontuação perfeita no Rotten Tomatoes

Por Raphael Martins

Soul, o mais novo longa-metragem animado da Pixar, era uma das maiores promessas de sucesso da Disney para o ano de 2020, mas os planos do estúdio foram por água abaixo com o fechamento das salas de cinema devido à situação de pandemia no mundo. Após meses de indecisão, o filme está prestes a chegar ao Disney+, e as primeiras críticas começaram a aparecer.

O site Rotten Tomatoes, que agrega várias críticas feitas por veículos diferentes para chegar a uma nota final, apresentou a porcentagem inicial de aprovação do filme, e o resultado é impressionante: Soul atingiu nada menos que 100% de aprovação, uma pontuação absolutamente perfeita que soma 39 críticas.

O consenso do site diz:

“Um filme tão lindo de se contemplar quando de se testemunhar, Soul prova que o poder da Pixar de entregar entretenimento excepcional para todas as idades permanece forte.”

 

Robbie Collin, do Daily Telegraph, comentou:

“Há momentos de verdadeiro mistério e maravilha aqui, expressados com uma crocância que mais parece que uma lâmpada se acendeu acima da sua cabeça.”

Nicholas Barber, da BBC, escreveu:

“Ele não atinge seu alvo, mas seu alvo é a chave para a vida, o universo e todo aquele jazz. Você não pode mirar mais alto que isso.”

A.A. Dowd do site AV Club, também foi só elogios ao filme:

“Ele transborda como um portal brilhante  para uma nova realidade, com detalhes lindos. E daí se eles meio que não formaram um todo mais profundo?”

Charlotte O’Sullivan, do jornal London Evening Standard, parabenizou a capacidade do filme de fazer seu expectador se sentir feliz:

“Co-dirigido e escrito por Pete Docter e Kemp Powers, isso é um alimento para, bem, a alma. Se você está se sentindo meio triste, a ajuda está a caminho.”

Ian Sandwell, do Digital Spy, disse:

“Soul não atinge o ponto alto que Pete Docter estabeleceu com seus filmes anteriores da Pixar, mas ainda é uma abordagem profunda, inventiva e hilária do que significa estar vivo.”

Jason Solomons, do The Wrap, elogiou bastante a produção como um todo:

“Soul é talvez o filme mais existencialmente ambicioso já tentado pela Disney, e ainda destaca visuais coloridos e uma sabedoria gentil enquanto a história se desenrola, apesar da altura vertiginosa do conceito.”

Soul chega ao Disney+ em 25 de dezembro.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael