Capa da Publicação

Netflix é acusada de sonegar milhões em impostos

Por Raphael Martins

A Netflix, gigante das plataformas de streaming, está sendo acusada de enviar quantias milionárias de lucro internacional para paraísos fiscais com o objetivo de pagar menos taxas.

De acordo com o site TaxWatch, a empresa tem enviado quantias que variam entre $327.8 milhões e $430 milhões, advindas de países de fora dos Estados Unidos, para paraísos fiscais como os Países Baixos, onde a Netflix opera uma complexa cadeia de companhias.

Se você não manja de economia calma que a gente explica. Um paraíso fiscal é um estado ou região onde a lei traz vantagens para o capital estrangeiro, com taxas e impostos extremamente baixos ou nulos, ou seja, enviar dinheiro para um paraíso fiscal é a garantia de que ele não será cobrado com taxas e impostos.

O site examinou as operações da Netflix no Reino Unido para ressaltar como a empresa pode ter sido estruturada para diminuir seus próprios impostos. A Netflix Services UK, por exemplo, oferece serviços para a companhia localizada nos Países Baixos, que coleta receita de assinantes do Reino Unido.

A receita da Netflix Services UK no ano passado foi de apenas €48 milhões, enquanto seu lucro era de €2.3 milhões. Mas de acordo com o site, a estimativa de receita dos dez milhões de assinantes britânicos que o serviço de streaming tem valeria cerca de £860 milhões, ou $1.1 bilhão.

Em seu artigo, o site diz:

“Acreditamos que a Netflix suscite algumas preocupações reais sobre a operação de esquemas de benefícios fiscais de suas produções, que poderiam ser usado por empresas para reivindicar créditos sobre custos de produção enquanto localiza as receitas dessas produções no exterior.”

Um porta-voz da Netflix defendeu a empresa:

 “Tributação corporativa é uma questão importante e muito debatida. No fim das contas, cabe aos governos decidirem as regras quando se trata de impostos – e em cada país em que operamos, a Netflix respeita essas regras.”

Acordos tributários de grandes empresas de tecnologia são parte do motivo pelo qual o governo do Reino Unido está tentando implementar um importo sobre serviços digitais, onde gigantes da tecnologia pagariam 2% de taxas por sua receita adquirida de usuários da região.

Veja também:

You é renovada para terceira temporada pela Netflix

Trailer de Locke & Key, nova série de terror da Netflix, é divulgado

Netflix explica linha do tempo dos eventos de The Witcher, confira

Na galeria abaixo, fique com imagens de The Witcher:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael