Capa da Publicação

Mulan ganha nota no Rotten Tomatoes e novas críticas

Por Evandro Lira

Foram liberadas a nota oficial no Rotten Tomatoes e as primeiras críticas completas de Mulan, remake live-action da Disney que fará sua estreia no Disney+ nesta sexta-feira (4). O filme estava planejado para estrear nos cinemas em março de 2020, mas teve o lançamento adiado em vários meses devido à pandemia de covid, até encontrar seu destino na plataforma de streaming.

Agora, às vésperas da estreia, a imprensa especializada liberou suas impressões sobre a obra. E a grande maioria dos críticos elogiaram bastante o live-action. O filme acumula um total de 96 críticas, sendo 75 delas positivas e 21 negativas. Dessa forma, Mulan tem 78% de aprovação no agregador mais famoso da internet.

O consenso dos críticos também foi divulgado:

Poderia ter contado a história clássica com mais profundidade, mas o live-action de Mulan é uma maravilha visual que serve como uma atualização fluída para seu predecessor animado.”

Confira algumas críticas traduzidas:

“Embora seja definitivamente uma experiência diferente de seu antecessor, e talvez não muito boa para os pequenos, nada pode bater o estilo épico de fantasia e aventura inspiradora deste filme”, escreveu o USA Today.

O Indepedent UK deu nota 4/5 para o filme:

“Mulan não é o que esperamos dos remakes em live-action a Disney – é muito mais sóbrio, contemplativo e refinado.”

O The Wrap refletiu sobre o lançamento do filme em tempos de pandemia:

“Se você tirar as coisas que tornam este lançamento tão incomum em um ano tão incomum, você encontrará um filme muito bom e que aborda essa história com o coração e com novos olhos.”

O Seattle Times deu 3,5/4 para Mulan e pontuou:

“Embora ainda seja inequivocamente um filme da Disney, com seus arcos de personagem descomplicados e imagens lindas, é também, em sua essência, a história comovente de uma jovem encontrando sua força.”

A revista Entertainment Weekly deu B+ para o longa e afirmou:

“Mulan é o conto de um herói clássico, estimulante em seus cenários elaborados e ambições em grande escala, mesmo quando a história humana fica em segundo plano.”

Já o The Hollywood Reporter não saiu tão impressionado quantos as outras publicações:

“Com um orçamento de produção de US $ 200 milhões, Mulan é o filme mais caro já dirigido por uma cineasta – e até o último centavo é visível, mesmo na tela pequena. E nos cinemas, a grandeza épica do filme poderia ter proporcionado uma distração maior de suas caracterizações anêmicas, enredo pouco envolvente e performances limitadas.”

O Deadline, por sua vez, acredita que o filme merecia ter sido visto na tela grande:

“Ainda assim, é uma pena, pelo menos para o público norte-americano, não experimentar esse filme na tela de um cinema tão grande quanto possível. A diretora, com a ajuda de uma grande equipe de produção, deu a este filme o alcance que ele merece. Mas não há dúvida de que, como será visto, Mulan é uma experiência rica e gratificante para toda a família.”

Nos Estados Unidos, Mulan fará sua estreia amanhã pelo valor de US $ 30 para os assinantes do Disney+. Em alguns países, como a China, o filme deve estrear em salas de cinema. Por enquanto, não está claro sobre o lançamento do filme no Brasil.

Fique com imagens do filme na nossa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Bacharel em Cinema e Audiovisual, potterhead das antiga, filho dos filhos do átomo, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira