Capa da Publicação

Mulan: Executiva da Disney responde à polêmica sobre os créditos do filme

Por Márcio Jangarélli

Depois de vários adiamentos, Mulan estreou na semana passada no Disney+, mas não sem levantar novas polêmicas. O filme vem sendo criticado há algum tempo por várias pautas envolvendo sua produção na China e o próprio elenco, a última sendo sobre agradecimentos nos créditos do longa. O assunto foi tão longe que a CFO da Disney, Christine McCarthy comentou sobre o caso durante uma conferência.

Nos créditos de Mulan, a produção agradece à Secretaria Municipal de Segurança Pública de Turpan, uma divisão que está ligada às acusações de opressão e genocídio cultural dos Uigures, uma etnia oficial da China que vem sendo perseguida por seguir o islamismo. Na época das filmagens, em 2018, essa divisão foi acusada de deter e forçar Uigures em “centros de reeducação”, de onde surgiram relatos de abuso físico e psicológico.

Mas, segundo Christine, o agradecimento é algo normal, exigido para qualquer gravação. De acordo com a Deadline, a chefe de finanças da Disney comentou o caso durante uma conferência recente.

Para McCarthy:

“Deixe-me colocar o caso em contexto. Os fatos reais são de que Mulan foi filmado primariamente – e quase em sua completude – na Nova Zelândia. Em um esforço de retratar de forma correta alguns dos cenários únicos e a geografia do país da China para esse drama de época, nós filmamos cenários em 20 locações diferentes na China. É de conhecimento comum que, para filmar na China, você tem que conseguir permissão. Essa permissão vem do governo central.

 

É uma prática comum reconhecer nos créditos de um filme os governos local e nacional que permitiram você filmar lá. Então, nos nossos créditos, reconhecemos a China e as locações na Nova Zelândia. Eu deixaria isso passar, mas tem gerado vários problemas para nós”.

O que você acha sobre a explicação de McCarthy? Não esqueça de comentar!

Terminou a notícia? Confira nossa lista com algumas polêmicas relacionadas aos filmes da Disney:

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.