Capa da Publicação

Michael J. Fox, de De Volta Para o Futuro, conta como é viver com Doença de Parkinson

Por Gabriel Mattos

Você pode estar se perguntando onde esteve o protagonista de De Volta Para o Futuro esse tempo todo? Há mais de 20 anos, Michael J. Fox anunciou ao mundo que ele enfrentava uma luta contra a Doença de Parkinson.

Quando o ator veio a público falar sobre a doença pela primeira vez, em 1998, ele teve que se afastar da série Spin City, na qual era o protagonista. Desde então, sua carreira desacelerou bastante e ele explicou recentemente à revista People o porquê.

“Minha memória a curto prazo foi pro saco. Pior que eu sempre tive muita facilidade para gravar falas e memorizar. Cheguei a ter algumas situações extremas onde em que eu acabei perdendo uns papéis por terem muitas falas. Eu tenho problemas em lidar com os dois.”

Mesmo com dificuldades, Michael viveu um personagem recorrente nas séries The Good Wife e seu derivado The Good Fight. O seu foco tem sido mais a escrita e alguns papéis de dublagem, onde tem acesso a suas falas a todo momento.

“Eu to adorando (escrever). Eu não sou bom na guitarra. Desenhar já não rola mais para mim, nunca dancei muito bem e atuar está cada vez mais difícil de fazer. Então o jeito é escrever. Por sorte, eu gosto bastante.”

Ele acabou de escrever um livro autobiográfico, detalhando como superou a doença e conseguiu se manter positivo. No Time Like the Future: An Optimist Considers Mortality (“Nada como o Futuro: Um Otimista Considera a Mortalidade”) chega às livrarias americanas em 17 de novembro.

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse