Capa da Publicação

Marvel Studios conta como Tony Stark descobriu as Joias do Infinito

Por Raphael Martins

O livro The Wakanda Files, lançado na semana passada nos Estados Unidos, contém diversas revelações de acontecimentos que rolaram no MCU fora das telas, entre um filme e outro. Organizados como se fossem um compêndio de arquivos coletados por Shuri (Letitia Wright), eles dão uma nova luz a vários eventos importantes daquele universo por uma outra perspectiva.

Em uma das passagens do livro (via ComicBook) pode-se ler uma passagem do diário pessoal de Tony Stark (Robert Downey Jr.) que se mostra bastante reveladora. Nela, o leitor descobre como o Homem de Ferro tomou conhecimento das Joias do Infinito, que acabariam por selar seu destino em Vingadores: Ultimato.

A passagem, que teria sido escrita por Stark logo após os eventos de Vingadores: Era de Ultron, diz o seguinte:

“Pera aí. Essa pista me chamou a atenção. Thor mencionou seis ‘Joias do Infinito’ como o centro de um turbilhão que era a destruição da Terra. E uma delas está aparentemente enfeitando a testa do Visão. A gente pode falar disso por um minuto? Joias do infinito?”

O diário também contém uma passagem onde Stark confessa se arrepender profundamente por ter criado Ultron:

“Eu sugeri que nós implementássemos o código recuperado do JARVIS em um tecido fabricado com vibranium, fundido com a Joia da Mente. Eu deveria ter feito isso desde o começo. O mundo não precisa do Ultron. Ele precisa de um JARVIS super carregado. Na pior das hipóteses, isso falha. Certo?”

Não deixem de conferir nossa lista:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael