Capa da Publicação

Justiceiro: Policial do Canadá é obrigado a tirar símbolo do anti-herói de seu uniforme

Por Márcio Jangarélli

Notícias sobre policiais usando o símbolo do Justiceiro não são incomuns. O próprio criador do personagem, Gerry Conway, se mostrou muito descontente com o uso da imagem de Frank Castle por oficiais da lei. Agora, um policial canadense passará por ação disciplinar depois de usar o brasão do anti-herói em seu uniforme.

De acordo com a CBR, o oficial de Toronto foi visto usando o emblema do Justiceiro em uma coletiva de imprensa. Além da famosa caveira, ele trazia a frase “Não se engane, eu sou o ‘cão pastor” estampada, uma referência ao livro de C.W. Lemoine que traz um protagonista muito parecido com Frank Castle.

O Departamento de Polícia de Toronto, por sua vez, instaurou uma ação disciplinar contra o oficial e exigiu que o emblema fosse retirado do uniforme.

“O oficial usando o emblema foi identificado e foi direcionado para removê-lo imediatamente. Não foi aprovado e não é apropriado para ele usá-lo em seu uniforme. Isso é agora uma questão de disciplina interna e, portanto, eu não posso dizer mais nada além disso”, declarou um representante do departamento.

A própria Marvel falou sobre assunto nos quadrinhos recentemente quando, em sua HQ solo, o Justiceiro repreende um grupo de policiais que usam seu brasão, afirmando que ele não é alguém que deve ser idolatrado.

Terminou a notícia? Veja nossa lista com 10 coisas que você precisa saber sobre o Justiceiro:

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.