Capa da Publicação

Jogador Nº 2: Novo livro traz sequência quase impossível de adaptar, entenda

Por Evandro Lira

Recentemente, chegou às lojas o livro Jogador Nº 2, sequência do romance de Ernest Cline lançado em 2011. A obra ganhou enorme popularidade nos últimos anos, especialmente depois da estreia do filme de 2018 dirigido por Steven Spielberg.

Por causa disso, paira no ar a esperança de que o segundo livro também seja adaptado para as telas, porém, isso não vai ser tão fácil quanto poderíamos imaginar por causa de uma sequência específica (via ScreenRant).

Na trama do livro, para conseguir uma das sete joias que os heróis têm a tarefa de recuperar no mundo virtual, os personagens principais terão que enfrentar um grupo conhecido como “Os Sete”, que são nada menos que sete versões do músico Prince, cada uma baseada em uma época diferente de sua carreira e vida musical.

O músico Prince

O grande problema aqui é que não apenas Prince faleceu em 2016, como ele também era estritamente contra a ideia de realidade virtual. E se formos tomar o primeiro filme como exemplo, dá pra imaginar que a solução óbvia para a adaptação seria reproduzir o cantor através de CGI, certo?

Mas isso certamente seria uma ideia desrespeitosa em vários níveis. Muitos anos antes de sua morte, Prince já havia falado sobre como ele achava a ideia de recriar digitalmente pessoas “realmente demoníaca”. Segundo ele, era essencial ter o controle artístico de sua imagem e trabalho para “evitar” que sua voz ou aparência fossem recriadas de forma indesejada.

Sendo assim, parece quase impossível para uma versão cinematográfica de Jogador Nº 2 incluir essa sequência, que tem sido considerada por muitos fãs como uma das mais impactantes do livro.

De qualquer forma, por enquanto, uma continuação do filme não foi anunciada, ainda que o longa tenha sido bem recebido pela crítica e tenha faturado US$ 582 milhões mundialmente.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira