Capa da Publicação

Injustice: Coringa assassina um dos velocistas favoritos dos fãs em nova HQ

Por Gabriel Mattos

Atenção: Alerta de Spoilers!

O normal do Coringa já é ser muito aloprado. No universo de Injustice, ele leva isso a novos extremos. Na edição mais recente de Injustice: Year Zero, o palhaço crime passa de todos os limites ao assassinar brutalmente uma versão muito adorada do Flash.

Desde que encontrou o Amuleto de Apophis — herança do deus egípcio do caos — Coringa vem deixando uma pilha de vítimas em seu caminho: entre eles Wesley Dodds, o Lanterna Verde Alan Scott e até mesmo a Arlequina, que foi jogada da sacada de um prédio para testar os limites do controle mental do artefato.

Em Year Zero #10(via CBR), Coringa controla mentalmente Jay Garrick, o Flash mais clássico, e o força a tocar o terror em Nova Jérsei.

Ao chegar em uma academia local a toda velocidade, ele atravessa o parceiro de treino do Pantera, que explode em pedacinhos. Jay começa a dar uma surra no herói, usando todo poder de sua velocidade. Ele só é impedido de finalizá-lo graças a Barry Allen, que aparece no último instante.

Jay foge do local dando início a uma perseguição. Barry não é rápido o suficiente e observa seu mentor atravessar a garganta de vários cidadãos inocentes. Horrorizado, ele alerta Superman de que Jay precisa ser parado.

Ao perceber que seu peão estava para ser capturado, Coringa força o velocista a correr além do seu limite em direção a uma parede. O impacto da colisão vaporiza o corredor, deixando para trás apenas o seu chapéu e arrependimento no coração de Barry Allen, que se culpa por não ter sido rápido o suficiente.

Relembre outros momentos sanguinários do Coringa nessa lista:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse