Capa da Publicação

Final Fantasy XVI: Conheça os seis reinos de Valisthea

Por Gabriel Mattos

Quando o assunto é RPGs japoneses, Final Fantasy se tornou quase sinônimo do gênero. Preparando os jogadores para embarcar em sua próxima jornada, Final Fantasy XVI ganhou um site teaser (via IGN) trazendo um gostinho dos reinos que podemos esperar.

O continente do jogo é Valisthea, uma terra dominada por montanhas imensas que escondem um cristal valioso: Mothercrystals (“Cristais maternos”, em português). Esse cristal é a principal fonte de éter do reino e muitas guerras foram travadas pelo seu domínio.

Com isso, Valisthea se dividiu em seis nações independentes. Cinco delas escondem um Dominante, pessoas abençoadas com os poderes de uma invocação lendária. Como esses seres poderosos vão influenciar a balança de poder do reino ainda está para ser visto, mas por hora podemos conhecer melhor cada um desses reinos.

Primeiro temos o Grande Ducado de Rosaria. Lar do protagonista, Clive Rosfield, é uma nação que reúne pequenas províncias independentes ao oeste de Valisthea. Seu Dominate é o irmão de Clive, Joshua Rosfield, que tem o poder de uma grande Fênix. Seus mothercrystal — conhecidos como Drake’s Breath (“Suspiro do Drake”) — se escondem em uma ilha vulcânica no litoral.

O próximo na lista é o Império Sagrado de Sanbreque, uma teocracia que cultua seu Sagrado Imperador como a própria manifestação de Deus. Seu Dominante é o campeão do Império, conhecido por massacrar seus inimigos em batalha. A capital, Oriflamme, foi construída para encobrir as reservas de Mothercrystal do império — aqui chamados de Drake’s Head (“Cabeça do Drake”).

O Reino de Waloed fica no leste de Valisthea, em uma área chamada de “Cinzas” (Ash, no original). Orcs e outras raças ameaçam a soberania de Waloed, o que forçou o seu regente, aliado ao Dominante local, a contra-atacar com um poderoso exército criado por mothercrystals — Drake’s Spine (“Coluna do Drake”). Waloed pretende usar esse exército para expandir suas fronteiras para além das Cinzas.

Se estava sentindo falta de uma democracia, a República Dhalmekian é o mais próximo que vamos chegar nesse mundo. Ao sul de Valisthea, é governada por um parlamento de representantes dos seus cinco estados. Seu Dominante serve como conselheiro especial do parlamento e tira o seu poder do Titan, o Eikon da Terra. A força da República vem do mothercrystal Drake’s Fang (“Presa do Drake”), ocultas sob a serra da região.

As ilhas ao oeste de Valisthea formam o Reino de Ferro, governados por uma culto extremista conhecido como os Crystalline Orthodox. Eles veneram os Mothercrystals e constantemente entram em confronto com o reino vizinho, Rosaria, para tentar conquistar o Suspiro do Drake. Essa nação considera Dominantes uma aberração profana. Qualquer Dominante nascido em seu território deve ser morto logo após o parto.

Por fim, no coração de Valisthea, fica o Domínio Crystalline. Essa nação surgiu das cinzas de uma guerra pelo mais alto Mothercrystal — Drake’s Tail (“Cauda do Drake”). As quatro nações concordaram com a independência da região, que passou a ser governada por um conselho com integrantes de cada reino. O Reino de Ferro foi deixado de fora, o que só aumentou o ressentimento dessa nação.

Final Fanstay XVI foi anunciado para PlayStation 5 e, segundo a Square Enix, o desenvolvimento já está avançado. Qual é o seu reino favorito até agora? Diga aí nos comentários!

Confira as bandeiras completas de cada reino nessa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse