Evangelion: Estúdio pede que fãs não produzam artes pornográficas com os personagens

Capa da Publicação

Evangelion: Estúdio pede que fãs não produzam artes pornográficas com os personagens

Por Raphael Martins

Neon Genesis Evangelion é um dos animes mais populares do mundo, sucesso absoluto há 25 anos e um grande clássico da animação japonesa. Ainda hoje, a série criada por Yoshiyuki Sadamoto ganha, além de novos fãs, muitos tributos pela internet afora, que costumam ir de belas artes a ilustrações bem impróprias envolvendo os personagens. E foi exatamente sobre isso que estúdio Khara, atual detentor dos direitos da série, se mostrou contra.

Recentemente, o estúdio Khara, mais conhecido por seu trabalho com a tetralogia Rebuild of Evangelion, publicou um livro onde dá dicas para os fãs da série criarem suas artes “com paz na mente”, contendo uma série de notas sobre como produzir um bom fanart (via ComicBook). Algumas assertivas são bem óbvias, como não usar a arte para uso comercial, não reforçar ideias de preconceito, alinhamento político e por aí vai. Mas uma delas chamou mais atenção: eles pedem encarecidamente para que os fãs não produzam pornografia usando os personagens.

Desde o ano de sua exibição original, em 1995, artistas independentes produzem doujinshis (histórias não-oficiais) mostrando Rei, Asuka, Misato, Shinji e outros personagens em situações sexuais, configurando material pornográfico. Com o tempo e o advento da internet, esse tipo de material se tornou cada vez mais bem produzido e fácil de se encontrar, o que aumentou a preocupação do estúdio e culminou com um pedido oficial para que os fãs parem de criar coisas do tipo.

Asuka e Rei, as heroínas de Evangelion: personagens aparecem em centenas de materiais pornográficos há décadas

O pedido feito no livro pode parecer apenas um apelo à primeira vista, mas não há como dizer se o estúdio Khara aplicará essas diretrizes com maior rigor, talvez até punindo artistas que produzam material pornográfico com os personagens do anime. Isso é bastante improvável, uma vez que fanarts existem aos milhões na rede e um controle sobre isso é virtualmente impossível, dada a própria natureza da internet.

E aí, o que vocês acham sobre o pedido do estúdio? Eles estão certos ou errados? Comentem!

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael