Capa da Publicação

Dragon Ball Super: Mangá mostra a punição de Bills por ter deixado Merus morrer

Por Gus Fiaux

Os últimos eventos do mangá de Dragon Ball Super têm sido muito interessantes, com o sacrifício de Merus e a derrocada de Moro em batalhas épicas. Entretanto, vale lembrar que Merus precisou quebrar o código dos anjos ao auxiliar Goku em sua luta, e isso trouxe grandes consequências para outros personagens.

No mais recente capítulo do mangá, vemos Bills Whis sendo chamados pelo Alto Sacerdote para discutir a morte de Merus. O personagem havia sido supostamente apagado da existência por quebrar a lei angelical, mas descobrimos que não é bem assim. Em vez de morrer, ele foi apenas “revivido” como um mortal, perdendo suas características angelicais.

Merus e Moro

Além disso, descobrimos qual é a “punição” de Bills por ter deixado Merus ser apagado da existência. E, para a surpresa de muitos fãs, é um castigo bem pacífico e “tranquilo” – ele é obrigado a passar um tempo brincando com os Reis Omni, o que causa uma bela imagem mental, ainda mais levando em conta o caráter mais ácido de Bills.

É bem curioso que, no mangá, Bills chega a ficar com mais ódio de Goku já que, se não fosse por ele, Merus nunca teria morrido. Ainda assim, o Deus da Destruição não parece estar juntando rancor e ódio contra o Saiyajin – o que nos deixa bem aliviados pelo futuro de Goku e seus aliados. O capítulo 67 de Dragon Ball Super já foi publicado no Japão, mas ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Abaixo, conheça todos os Deuses da Destruição de Dragon Ball:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux