Capa da Publicação

Denzel Washington diz que Chadwick Boseman era uma “alma gentil”

Por Gus Fiaux

No dia 28 de agosto deste ano, Chadwick Boseman faleceu devido à luta contra o câncer de cólon. O ator tinha apenas 43 anos e deixou para trás uma carreira muito marcante, pontuada por grandes sucessos como Pantera Negra e, recentemente, Destacamento Blood. Após a notícia de sua morte, muitos amigos e colegas de elenco se pronunciaram publicamente para prestar homenagens ao astro, e agora é a vez de Denzel Washington. 

Denzel é tido como o grande mentor de Chadwick, por ter pago a matrícula do jovem ator no programa de verão da Academia de Teatro Britânica e Americana, bem no começo de sua carreira. Recentemente, durante o Festival de Cinema de Toronto, Denzel conversou com o The Hollywood Reporter e falou um pouco sobre a morte de Boseman e como isso impactou a todos:

“Ele não foi traído. Nós fomos. Eu oro por sua pobre esposa e por sua família. Eles foram traídos, mas ele [Chadwick] viveu uma vida completa.”

Denzel ainda chamou Chadwick de uma “alma gentil”, e relembra o momento em que encontrou o ator durante a premiere de Pantera Negra. De acordo com ele, esse foi um momento emocionante que ele nunca irá esquecer:

“Eu fui no camarim e vi Chad [Boseman] e vi Ryan Coogler [o diretor de ‘Pantera Negra’], e então eu vi o filme e me lembro de ter chorado, porque pensei: ‘cara, esses rapazes são o futuro. Eles tomaram conta de tudo’.”

Antes de partir, Boseman teve a chance de agradecer a Denzel por toda a ajuda em sua carreira, durante uma premiação do American Film Institute. Nessa ocasião, ele falou sobre como é grato a Denzel Washington por ter pago sua matrícula no curso de teatro.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux