Capa da Publicação

Coringa zoa deus superpoderoso em nova HQ

Por Raphael Martins

Conhecido principalmente pela insanidade, o Coringa não é um vilão conhecido por se submeter a quem quer que seja, mesmo se tratando de deuses com poderes infinitos. E foi exatamente isso que ele fez em Dark Knights: Death Metal: Rise of the New God #1, HQ lançada recentemente nos Estados Unidos.

Na edição (via CBR), é mostrada a continuação da luta entre o Darkest Knight (Cavaleiro mais Sombrio, em tradução livre), forma final do Batman que Ri, e Perpetua, deusa responsável por toda esta nova crise. Ao vencedor, o direito de moldar o multiverso à sua própria imagem e semelhança. Mas em paralelo a isso, um novo ser ainda mais poderoso chega a aquele multiverso caótico: trata-se de Chronicler (Cronista, em português).

Vindo do Omniverso, Chronicler tem como hábito registrar a morte de multiversos em seu tomo, o Codex Omniversa, e chegou ao multiverso DC para testemunhar sua destruição. Ele já registrou a história de trilhões de multiversos, absorvendo todo seu conhecimento, e entre seus poderes, estão telepatia, imortalidade, viagem dimensional e até mesmo ressuscitar os mortos. Sua primeira parada é Hellscape, que nada mais é que Themyscira transformada em uma prisão para conter vilões que se recusaram a servir o Batman Que Ri.

Lá, Chronicler encontra o Coringa, agarrando o palhaço pelo pescoço e lhe perguntando se ele era o motivo pelo qual foi atraído até ali. Após uma pausa, o deus multidimensional diz que esse não poderia ser o caso, uma vez que, em suas palavras, o Coringa é insignificante, nada mais que uma irritação em seu mundo. Mas o palhaço não é conhecido por aceitar provocações calado, mesmo diante de uma presença tão poderosa.

O palhaço pergunta ao Chronicler quem ele é, dizendo logo depois: “Ah, já sei. Você deve ser o Batman que prendeu a cabeça no forno!”, em referência à aparência flamejante do ser supremo. Desnecessário dizer que isso o deixa bem irritado, mas também mostra que o Coringa já se cansou do multiverso sombrio e de várias versões malignas do Batman aparecendo o tempo todo, não se importando mais se vai ser morto ali ou não.

E agora, Chronicler vai deixar essa passar ou vai incinerar o Coringa até que não sobre nada, já que a DC com certeza vai trazer ele de volta quando toda essa situação se resolver? Isso é assunto para as próximas edições.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael