Capa da Publicação

Call of Duty: Black Ops Cold War e o multiplayer da nova geração

Por Lucas Rafael

A franquia Call of Duty  se tornou popular graças ao modo multijogador frenético que evoluiu jogo ante jogo, sempre adicionando novidades e sofrendo leves alterações, mas preservando a essência daquilo que fez Modern Warfare tão bem sucedido lá em 2009: agilidade e precisão. O novo título da saga, Call of Duty: Black Ops Cold War, chega dia 13 de novembro, levando os jogadores até mapas ambientados na Guerra Fria. Recentemente, um beta-aberto foi liberado para a comunidade testar o game de antemão e saborear o modo multijogador do primeiro CoD que será lançado para a próxima geração. Mas e aí, o que podemos esperar do novo game? 

 

 

O modo multijogador de CoD sempre foi conhecido por sua rapidez. As coisas acontecem num piscar de olhos. Jogadores veteranos sabem a importância de prestar atenção no barulho de passos inimigos. CoD é sobre eliminar seus inimigos com precisão e agilidade e ser recompensado por isso com os famigerados KillStreaks. Mas não pense que a franquia parou no tempo e se acomodou com sua fórmula já testada e comprovada. Com a tendência ditada por novos jogos de tiro populares, como os do gênero battle royale, Call of Duty expandiu seus conceitos, mas sempre preservando o núcleo de gameplay que fez do modo multijogador algo tão popular em primeiro lugar.

Os modos e mapas de Call of Duty: Black Ops Cold War

Para que você tenha uma ideia do que esperar no multijogador do aguardado novo CoD, listamos os modos de jogos disponíveis no beta do game e detalhamos a experiência proporcionada por aqueles que mais nos chamaram a atenção.

Sim, o game traz de volta modos já consagrados entre os jogadores, como os clássicos Team Deathmatch e Kill Confirmed, mas Black Ops Cold War vai além do que já esperamos. Um destaque aqui é certamente o modo Combined Arms: Domination, colocando duas equipes de 12 jogadores uma contra a outra. 

Combined Arms: Domination funciona com diversas áreas de captura espalhadas pelo cenário do mapa. Quem conseguir segurá-las sem perder para a equipe a inimiga, vai subindo na pontuação da partida. A equipe que alcançar 400 pontos primeiro, vence. Simples, certo? A graça está no frenesi gerado pelas possibilidades que o game gera. São diversos veículos e rotas até os pontos, e o fato de serem 12 jogadores contra 12 garante ação e apreensão constantes.

Os desenvolvedores sabem que agilidade é uma palavra-chave aqui. Por isso, no modo Domination, seu respawn é praticamente instantâneo. Morreu, voltou. Assim você não perde tempo e salta de volta à ação. 

Já os visuais dos novos mapas em si fazem um bom trabalho ao conversar com a temática de Guerra Fria do game. No beta foram disponibilizados Armada, com um cenário marítimo localizado ao norte do oceano atlântico, onde jogadores podem saltar de navio entre navio enquanto lutam para resgatar o protótipo de um submarino nuclear. 

 

Cartel é um mapa um pouquinho maior, pensado para abarcar os combates de 12 contra 12 do modo Combined Arms. Com o visual exótico das selvas da Nicarágua, é um cenário que favorece qualquer abordagem ao estilo de jogo, desde snipers até quem curte uma luta mais intimista.

 

Crossroads é um mapa ambientado no Uzbequistão, trazendo mato coberto de neve e veículos pesados, como tanques, para explodir os inimigos.

 

Miami é um mapa mais compacto, ideal para as partidas 6 contra 6. Nele, vemos o sul do litoral de Miami banhado em luzes néon coloridas que dão um ar retrô para o tiroteio.

 

Moscow é um mapa ambientado no coração da União Soviética, recriando a arquitetura da época e imergindo o jogador na atmosfera da época.

 

Por fim, Satellite, um dos mapas mais jogados da beta de Black Ops Cold War, sendo ambientado na Angola, fazendo com que os jogadores lutem entre os destroços de um satélite que caiu do céu. 

 

Warzone

Black Ops Cold War ainda trará integração com Warzone, o popular modo battle royale da franquia. Essa integração permite ao jogador progredir em ambos os jogos, desbloqueando novo conteúdo de Cold War também em Warzone no mesmo passe de batalha.

Call of Duty raiz 

Além da ação frenética já costumeira da franquia aliada a novos modos de jogo, Cod Black Ops Cold War traz de volta os loadouts, perks e diversas armas para você customizar o seu soldado e deixá-lo o mais letal possível nas jogatinas online. Há, lógico, um sistema de progressão que te recompensa com novos perks e itens para que você detone nos mapas da Guerra Fria. 

Call of Duty: Black Ops Cold War ainda trará um multijogador multiplataforma e crossplay, juntado jogadores de diferentes gerações e plataformas na hora do combate. 

Call of Duty: Black Ops Cold War chega na PlayStation Store no dia 13 de novembro para PlayStation 4 e em 19 de Novembro para PlayStation 5!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Entusiasta de coisas demais