Capa da Publicação

Assassin’s Creed Valhalla: Onde o game se encaixa na história real

Por Lucas Rafael

Como de praxe, os jogos de Assassin’s Creed sempre buscam um recorte histórico no qual se ambientar. Além de reconstruir digitalmente uma certa região em um certo período, a franquia ainda traz personagens históricos marcantes daquela época para você conhecer.

Valhalla, a mais nova adição à série, possui uma roupagem viking. Mas e aí, quais eventos históricos o game retrata? Quem são algumas das figuras lendárias que você vai encontrar por aí? Neste artigo, te contamos um pouco disso tudo! Bora lá?

Invasão Pagã

Por meados dos anos 865 D.C., a Grã-Bretanha era invadida pelo povo viking. Historiadores divergem no motivo que levou esse povo a atacar a Inglaterra de então, mas algumas das principais teorias convergem para o frio excessivo e a falta de comida nas terras escandinavas.

Pense que para esse povo acostumado a habitar um bioma inclemente e gélido, as paragens da Inglaterra pareciam o próprio jardim do Éden. Campos verdes, terra boa, um sol menos tímido que aquele da Escandinávia.

O estereótipo do viking “bárbaro e sanguinário” que a cultura pop difundiu tem um pezinho em como os seus inimigos enxergavam esses guerreiros, quando na verdade sua jornada partia mais de uma necessidade por uma terra fértil do que do prazer em matar por matar. É algo que Assassin’s Creed: Valhalla subverte até bem, focando nos laços de irmandade e na cultura daquele povo ao invés de entregar uma caricatura bárbara.

Pagãos?

Outro ponto que ajudou os vikings a serem taxados de homens bestiais é o fato deles não serem adeptos do cristianismo nesta época. Enquanto a maioria da população e comunidades se rendiam às crenças bíblicas, esses invasores vindos de além-mar carregavam consigo uma religião completamente divergente, sendo taxados de “pagãos” selvagens justamente por contrariem a ordem cristã que o mundo vinha adotando.

Na época, pagão era qualquer um que não fosse batizado. Hoje em dia, é engraçado ver que as crenças destes guerreiros bárbaros persistem em nosso imaginário popular. Figuras como Thor, Odin e Loki estão mais populares do que nunca graças aos games, quadrinhos, filmes e séries.

A Grande Invasão

Vikings estão na moda. Há diversas séries e produções focadas em explorar melhor a cultura e costumes desse povo antigo. A mais notável, chamada Vikings (olha só que  nome sugestivo) traz alguns dos personagens que você pode esperar encontrar em suas missões de Assassin’s Creed: Valhalla.

A fama dos vikings como saqueadores de vilas se deu por conta deste episódio histórico da Grande Invasão em específico. Excelentes navegadores que eram, o povo bárbaro limpava pequenas vilas e principalmente mosteiros, atacando de forma rápida e brutal, sumindo logo em seguida em suas embarcações.

As raides que você pode fazer durante Valhalla seguem essa abordagem: você chega com seu navio, mata o que tiver pela frente ao lado de seus guerreiros, saqueia os bens e vai embora.

Conforme as forças da Grã-Bretanha aprendiam a lidar com os vikings, eles foram se unificando sobre o estandarte do Grande Exército Pagão. Quem assistiu vikings conhece essa tropa e seus líderes, filhos de Ragnar Lothbrok. Aqui falamos de Ivar, o Sem Ossos, Ubbe e Halfdan .

No game, conhecemos Ivar e Ubbe primeiro, e chegamos até a ajudar os personagens. Muitos historiadores teorizam sobre a razão de Ivarr (o mais instável dos irmãos) ser apelidado como o Sem Ossos, ou Desossado. Em Assassin’s Creed, o game explica o apelido de uma maneira interessante, mas que não revelaremos aqui para não entregar o spoiler.

Enquanto Ubbe é um líder sério que pensa em enriquecer e conquistar regiões, Ivar é um guerreiro psicótico e instável, mas muito bem-humorado, que não compartilha as crenças do irmão, buscando uma morte gloriosa em seu caminho para Valhalla.

Halfdan é o filho mais velho de Ragnar, um guerreiro imponente e o primeiro rei viking a conquistar um reino inglês: Nortúmbria. Você o encontra mais para frente no game.

A queda

Historicamente falando, os vikings estavam indo bem em sua empreitada focada na dominação da Inglaterra, derrubando cada reino e tomando as terras para si. Mas e aí, o que foi que deu ruim?

O único reino restante após a dominação viking foi Wessex, sob a liderança do Rei Alfredo o Grande, que alcançou o poder em 871. Alfredo foi o principal inimigo dos vikings, conseguindo acabar com a invasão e expulsá-los da Inglaterra.

No trailer, já vemos Alfredo numa posição de antagonista em Assassin’s Creed Valhalla.

Mas e aí, o jogo mostra a derrocada dos vikings pelas mãos do reino de Wessex? Quais cercos e batalhas históricas ele adapta? Quer viver algumas aventuras ao lado dos filhos de Ragnar Lothbrok?

Assassin’s Creed Valhalla chegou ao PS4, Xbox One e Xbox Series X|S em 10 de novembro, tendo uma atualização gratuita para a nova geração!

Aproveite e fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Redator. Entusiasta de coisas demais