Capa da Publicação

Wolverine – Marvel finalmente explica o confuso retorno do Carcaju às HQs!

Por Guilherme Souza

Atenção: Alerta de Spoilers!

Ao longo dos anos, a indústria de quadrinhos nos levou pelas mais loucas e divertidas aventuras, mas depois de tanto tempo, as histórias precisam se renovar, para manter personagens tão antigos interessantes para novos leitores. Com isso, temos um ciclo infinito de mortes e renascimentos, além de recomeços e mudanças em histórias de origem.

Um dos personagens que sofreu recentemente com esse ciclo foi o Wolverine. O Carcaju havia falecido em 2014, fazendo seu retorno em 2017, em busca da Joia do Espaço, antes que Loki a conseguisse. Desde que retornou, Logan apareceu em uma série de “cenas pós-créditos” de diversas histórias, viajando pelo mundo e terminando sua jornada deixando a Joia do Espaço em um local seguro, que posteriormente foi encontrada pela Viúva Negra.

Acontece que em meio à essa jornada de Logan, o túmulo do Wolverine foi violado e seu corpo foi roubado, no qual posteriormente descobrimos que existiam duas versões do Wolverine em atividade no atual Universo Marvel.

O Wolverine morto em 2014, é aquele que foi ressuscitado pela vilã Perséfone e, depois de se libertar do controle dela, retorna para a Mansão Xavier, mas acontece que o retorno para a Mansão era uma ilusão criada por Loki, já que a Mansão original estava em ruínas.

Na edição #5 da revista O Retorno de Wolverine, vemos um segundo Wolverine se revelando para Loki e para o outro Wolverine. O segundo Logan, está possuído pela Força Fênix e revela que foi ele quem roubou a Joia do Espaço e a deu para a Viúva Negra, mas que fez isso a pedido do próprio Loki.

Durante os eventos de Infinity Wars, a mais recente saga cósmica da Marvel, vimos Gamora obtendo as Joias do Infinito, se tornando a personagem conhecida como Requiem e matando Thanos, mas segundo o Logan Fênix, isso não acontecia assim originalmente.

De acordo com ele, Loki era quem conseguia as Joias originalmente e matava Thanos. Depois de fazer isso, o Deus da Trapaça viaja até um local conhecido como Pedra da Criação, no qual vivem os Celestiais, porém ele viu algo lá que o aterrorizou, fazendo com que ele usasse o poder das Joias para voltar no tempo e alterar o que fez.

Loki entrou em contato com o Logan Fênix para que ele voltasse no tempo e alterasse os eventos, impedindo Loki de conseguir as Joias. Depois de completar sua tarefa, o Logan Fênix voltou para sua própria linha do tempo e cumpriu seu destino de morrer em um confronto contra o Thor.

Com isso, o Universo Marvel voltou a ter apenas um Wolverine, que se uniu ao Ciclope, que também retornou dos mortos, para tentarem colocar os X-Men nos eixos novamente.

Fique com imagens da edição #4 de O Retorno de Wolverine:

Fonte: CB

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'