Capa da Publicação

Vingadores: Ultimato – Roteiristas dizem que Harry Potter inspirou viagem no tempo do filme!

Por Raphael Martins

Vingadores: Ultimato apresentou ao universo cinematográfico da Marvel o conceito de viagem no tempo, algo tão difícil quanto arriscado de se fazer, mas necessário diante das circunstâncias. Mas a equipe criativa do filme não pensou em tudo sozinha.

Em uma entrevista recente, Christopher Markus e Stephen McFeely, roteiristas do filme, revelaram de onde vieram suas inspirações para criarem suas próprias regras para a viagem no tempo, que deveria ao mesmo tempo ser diferente e se mostrar um grande desafio aos Vingadores.

Primeiramente, McFeely falou sobre a inspiração mais óbvia, De Volta para o Futuro, mas também disse que houve uma preocupação em fazer diferente do que foi visto no clássico dos anos 80:

“Nós voltamos e assistimos a De Volta Para o Futuro 1 e 2, especificamente. Mas você já pode prever por que nós fizemos isso, certo? Se nós vamos seguir as regras da viagem no tempo, chamá-las de normais, isso também diz o quão importante De Volta Para o Futuro é. Todo mundo pensa que é assim que a viagem no tempo funciona porque esse é um grande filme, talvez o melhor de seu gênero. Se fossemos como é feito lá, fazer algo no passado e aí estragar o futuro, nós teríamos que fazer isso seis vezes. Não tinha como seguir aquilo. Teria deixado tudo ainda mais louco.”

McFeely então revela que uma das maiores inspirações para compôr as regras da viagem temporal de Ultimato veio de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban:

 “Eu amo aquela cena do terceiro filme de Harry Potter, onde uma pedra quebra um vaso. Você não sabe o porquê e a cena funciona bem e isso não te incomoda. Depois você volta a ela e compreende que foram eles mesmos que atiraram aquela pedra. Eu amo isso.”

Os roteiristas também se referiram à batalha de Nova York do primeiro filme dos Vingadores, explicando por que a viagem no tempo não começou a ser introduzida já naquela época. McFeely disse que se o estúdio “tivesse todo o dinheiro do mundo” e soubesse que a Saga do Infinito terminaria um dia, eles poderiam ter plantado as sementes disso já naquele filme.

Prontamente, Markus disse para os fãs não pensarem muito nisso:

“Imediatamente, você começa a pensar em paradoxos confusos de viagem no tempo e é melhor não ir por esse lado.”

Markus também explicou por que decidiram não seguir o caminho já trilhado por De Volta Para o Futuro e criar suas próprias regras:

“Isso resolveria os problemas deles muito fácil. Eles só voltariam, derrubariam um copo d’água e de repente o tempo mudaria e não haveria mais desastre. Nós precisávamos que aquela foi a coisa mais difícil que eles já fizeram.”

Veja fotos dos bastidores do filme na nossa galeria:

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael