Vingadores: Ultimato – Kevin Feige fala sobre o foco nos Vingadores originais e o futuro da Marvel nos cinemas!

Capa da Publicação

Vingadores: Ultimato – Kevin Feige fala sobre o foco nos Vingadores originais e o futuro da Marvel nos cinemas!

Por Guilherme Souza

Vingadores: Guerra Infinita terminou de forma desastrosa para os Heróis Mais poderosos da Terra, na verdade, o filme terminou sem uma perspectiva de que eles conseguirão derrotar Thanos, já que grande parte do universo se foi após o estalar de dedos do Titã Louco. A maioria dos heróis que conhecemos ao longo dos anos no Universo Cinematográfico Marvel morreram e restará aos “seis Vingadores originais” se reagrupar e bolar um plano para tentar derrotar Thanos.

Em uma recente entrevista, os diretores Anthony e Joe Russo, falaram sobre como se sentiram depois de Guerra Infinita:

“Não fazíamos ideia de onde a história pode seguir a partir daqui. Nós só matamos metade dos personagens.”

Mas é justamente essa dúvida que fez com que eles desenvolvessem a Ultimato:

“O ponto de partida para Ultimato é a pergunta, ‘Como você segue em frente com uma perda tão grande como esta?'” diz Anthony. “Como é seguir em frente como esse tipo de experiência?'” 

Agora, Kevin Feige,  e o Christopher Markus falaram um pouco sobre Vingadores: Ultimato e como o foco dessa sequência está nos Vingadores originais, algo que será extremamente emocionante:

“Ele tem sido nosso cara desde que começamos na Marvel,” diz Markus ao falar sobre o Capitão América. “Ele é o barômetro para a equipe. Você olha para o Capitão América e se ele ainda estiver lutando, você continua lutando. Mas se ele estiver sentado no chão, dizendo, ‘Oh Deus,’ isso realmente significa que vocês perderam.”

 

“As pessoas iriam dizer que o Capitão América não estava completo em Guerra Infinita,” adiciona Feige. “E o Homem de Ferro não fala durante aquela última meia hora por causa do que estava acontecendo. Mas aqueles personagens e todos os seis originais, são o foco de Ultimato de uma maneira muito pessoal e emocional.”

Ao falar sobre a grande diferença entre Guerra Infinita e Ultimato, o roteirista Stephen McFeerly afirma que o filme anterior mostrava a perspectiva de Thanos, já Ultimato, foca nos heróis da Terra:

“Guerra Infinita tinha 23 pessoas no pôster,” diz ele. “Isso dita um certo tipo de espaço e filme. Existem apenas, tipo, nove pessoas no pôster de Ultimato? Então talvez você consiga fazer um tipo diferente de narrativa.”

McFeely deixa claro que a história de Thor no filme vai ser bem mais tensa, ainda que no último trailer tenhamos visto ele sorrindo. O roteirista garante que o Deus do Trovão “não está culpando ninguém além dele mesmo” e que ele “sente muita culpa” por ter falhado em matar o Thanos quando eles se encontraram.

Por fim, o roteirista diz que o filme será bem sombrio, pelo menos no começo. “Eu não quero dizer que é uma comédia,” diz o roteirista sobre o primeiro ato do filme. “Ele vem de um lugar mais sombrio.”

Fique com imagens de Vingadores: Ultimato em nossa galeria:

Vingadores: Ultimato estreou nos cinemas dia 25 de abril de 2019.

Fonte: CBM

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'