Capa da Publicação

Vingadores: Ultimato – Diretor fala sobre a inclusão do primeiro personagem abertamente LGBT da Marvel no filme!

Por Evandro Lira

Atenção: Alerta de Spoilers!

Faz tempo que a Marvel anda flertando com o tema da inclusão e da diversidade no cinema, e é em Vingadores: Ultimato que o estúdio dá seu primeiro passo em relação ao público LGBT.

No início do filme, temos a participação do diretor Joe Russo como um dos membros do grupo de apoio liderado por Steve Rogers. Na cena, o personagem está compartilhando a história de quando perdeu seu parceiro após o estalo de Thanos, e sobre como algum tempo depois ele saiu para um encontro com outro homem. Ele fala abertamente sobre como os dois choraram na mesa ao lembrarem das pessoas que se foram.

É claro que se trata de um papel realmente pequeno dentro da dimensão do filme, mas para Joe Russo, foi um passo importante em direção a inclusão do Universo Cinematográfico da Marvel.

“A representação é realmente importante”, disse Joe Russo ao Deadline . “Era importante para nós, como fizemos quatro desses filmes, que existisse um personagem gay em algum deles. Sentimos que era importante que um de nós o representasse, para garantir a integridade e mostrar que é tão importante para os cineastas que um de nós tenha representado isso. É um momento perfeito, porque uma das coisas que precisa ser convincente sobre o Universo Marvel é o seu foco na diversidade.”

Apesar disso, os diretores explicam que a cena não foi pensada apenas para ser representativa, e que serve a história como todas as outras.

“O fato de que o personagem é gay vai chamar a atenção, mas não é a coisa principal da cena”, Joe continuou. “Quando você tem uma história que inclui matar metade de todos os humanos na Terra, você está contando uma história maior que Os Vingadores. Então essa cena foi importante para nós para contar essa história que abrange o mundo. Queríamos ter uma voz que falasse sobre a experiência de perder pessoas além dos Vingadores. É por isso que sentimos que precisávamos de algo assim no filme. Caso contrário, apenas se tornaria distante e fragmentado demais. Aquele personagem que eu faço realmente veio desse ponto de vista, ele sendo um homem comum que sofreu com o ato de Thanos.”

Joe e Anthony Russo certamente fizeram história na Casa das Ideias, e a despedida deles não poderia deixar de ser significativa também no quesito da inclusão. Os cineastas também já falaram anteriormente que ter filmes com mais diversidade é um dos grandes focos da Marvel para a próxima fase.

Fique com alungs pôsteres de Vingadores: Ultimato em nossa galeria:

Vingadores: Ultimato está em cartaz em todos os cinemas do Brasil.

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Bacharel em Cinema e Audiovisual, potterhead das antiga, filho dos filhos do átomo, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira