Capa da Publicação

Steven Spielberg – Da pré-história ao Oasis!

- – O queridinho dos fãs de cultura Pop!

Por Guilherme Souza É praticamente impossível falar de cineastas inovadores e que revolucionaram a indústria do cinema sem citar Steven Spielberg, afinal, a visão única e o talento do cineasta foram responsáveis pela concepção de algumas das maiores franquias das telonas. Hoje, iremos falar um pouco sobre a vida e a carreira desse diretor que continua nos surpreendendo.

Nascido em 1946 no estado de Ohio, Spielberg demonstrou desde criança interesse pelo cinema, produzindo filmes caseiros, inclusive, sendo condecorado com medalhas nos escoteiros e na escola por conta de suas produções feitas com uma câmera de 8mm que pertencia a seu pai. 

Tendo crescido com filmes como Pinóquio, Godzilla e Lawrence da Arábia como influência, fica claro o tipo de caminho que ele decidiu trilhar para sua carreira. 

Aos 16 anos, Spielberg escreveu e dirigiu seu primeiro filme independente, uma aventura de ficção-científica chamada Firelight, que anos mais tarde, serviria de inspiração para Contatos Imediatos de Terceiro Grau.

Ao se mudar para a Califórnia, Spielberg terminou sua graduação no colégio e iniciou os estudos na Universidade Estadual da Califórnia, onde almejava cumprir o objetivo de se tornar um diretor. Enquanto ainda estudava, Spielberg arranjou um emprego não remunerado no departamento de edições da Universal Studios, onde conseguiu a oportunidade de produzir um curta-metragem de 26 minutos chamado Amblin, um nome que viria a ser extremamente importante na carreira do cineasta anos mais tarde, tornando-se sua própria produtora para filmes e conteúdos para a TV.

O curta impressionou o diretor do estúdio, garantindo a Spielberg um contrato de sete anos como diretor, fazendo dele o diretor mais jovem a assinar um contrato de longo prazo com um grande estúdio de Hollywood. 

A carreira profissional de Spielberg começou a decolar desde quando ele era muito jovem, inclusive, sua pouca idade chegou a ser um problema para grandes nomes da indústria, como por exemplo a atriz Joan Crowford, que ficou aterrorizada ao descobrir que Spielberg dirigiria um dos episódios da série Night Gallery, na qual ela era a protagonista, porém o talento do cineasta falou mais alto e Crowford logo percebeu que estava diante de um prodígio

Escalando sua carreira com séries e filmes para a TV, a grande oportunidade da carreira de Spielberg surgiu quando dois produtores da Universal Studios lhe ofereceram a direção do filme Tubarão, que viria a se tornar um dos maiores marcos na carreira do diretor e uma grata surpresa para a indústria. 

Logo em seu primeiro longa-metragem, Spielberg conseguiu faturar nada menos do que três prêmios do Oscar, fincando de vez seu nome na indústria e abrindo inúmeras portas para outros projetos.

Tendo recusado ofertas para dirigir uma sequência de Tubarão, King Kong e até mesmo o filme do Superman, Spielberg decidiu revisitar seu antigo filme independente sobre ficção científica e lançou Contatos Imediatos de Terceiro Grau, longa este que se tornou um sucesso de crítica e bilheteria, além de render a Spielberg sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Diretor

Anos depois, Spielberg resolveu se a aliar a seu amigo George Lucas, também conhecido como o criador da franquia Star Wars, onde juntos começaram mais um projeto ambicioso, que se tornaria uma das franquias de aventura mais aclamadas de todos os tempos: Indiana Jones

Não é preciso dizer muito para concluir que o filme foi um sucesso de críticas e bilheterias, além de abrir as portas para que Harrison Ford conseguisse o papel principal em Blade Runner.

Dali em diante, a carreira de Spielberg foi uma curva ascendente, emplacando diversos sucessos como E.T. o Extraterrestre, Poltergeist, The Twiligh Zone, Os Goonies e por aí vai. 

Nos anos subsequentes, além de dar continuidade à franquia Indiana Jones, Spielberg também atuou como produtor em filmes como Gremlins e dirigiu dramas extremamente aclamados pela crítica, tais como A Cor Púrpura e Império do Sol, mostrando que seu talento ia muito além dos blockbusters

Ao entrar na década de 90, Spielberg deu mais uma guinada em sua carreira, usando todo o conhecimento que adquiriu até aquele momento e nos fazendo acreditar que os dinossauros estavam vivos novamente. Jurassic Park foi um sucesso tremendo, revolucionando completamente a indústria, ainda mais em uma era em que a computação gráfica era algo extremamente precário. 

Mesclando animações por computador e bonecos animatrônicos, Spielberg realmente trouxe dinossauros à vida. O longa se tornou a maior bilheteria de todos os tempos na época, mostrando que o cineasta era um verdadeiro Rei Midas. 

Seguindo o mundo dos dinossauros, Spielberg voltou seus esforços para o drama e ganhou seu primeiro Oscar de Melhor Diretor com A Lista de Schindler, um feito que ele repetiu anos mais tarde com O Resgate do Soldado Ryan

Também na década de 90, Spielberg ajudou a fundar o estúdio DreamWorks, que viria se tornar um importante produtor de animações revolucionárias e que se diferenciavam bastante do estilo Disney, a líder do mercado.

Nos anos 2000, Spielberg continuou lançando outros grandes sucessos, tais como Minority Report, A.I. Inteligência Artificial (um trabalho que seria dirigido originalmente por Stanley Kubrick) e Guerra dos Mundos.

Com As Aventuras de TinTin, Spielberg ganhou seu primeiro Oscar por Melhor Filme de Animação e considerando que esse era o primeiro longa do gênero dirigido por ele, com certeza é um feito histórico. 

Depois de tantos sucessos e marcos, Spielberg se coroou como um dos reis da Cultura Pop ao dirigir o filme Jogador Nº 1, uma adaptação do livro de mesmo nome escrito por Ernest Cline. No longa, Spielberg conseguiu não só homenagear seus trabalhos anteriores como fazer inúmeras referências à outros filmes, séries, games, quadrinhos e tudo o mais que é amado mundialmente. Além de conseguir imprimir sua marca de maneira clara, o longa se mostra como uma carta de amor do diretor para os fãs

Atualmente, Spielberg se prepara para iniciar as gravações de mais um filme da franquia Indiana Jones e está escalado como diretor do filme Falcão Negro, adaptação baseada nos quadrinhos da DC Comics, marcando o primeiro projeto dessa vertente na carreira do cineasta. 

Independentemente do que Spielberg faça no futuro, os fãs mal podem esperar pelo que está por vir, que com certeza promete ser mais um grande marco na indústria.

Fique com nossa lista:

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'