Capa da Publicação

Relembrando a trajetória do Tesseract no Universo Cinematográfico Marvel!

Por Guilherme Souza

Atenção: Alerta de Spoilers!

Em Capitã Marvel, vimos que a heroína mais poderosa do Universo Cinematográfico Marvel obteve seus poderes através de um experimento que usava como fonte de energia o Tesseract, o cubo cósmico que escondia dentro de si a Joia do Espaço. A aparição do artefato no filme da heroína deixou alguns espectadores confusos, já que a trama se passa nos anos 90, um período de tempo que ainda não havia sido explorado pelos filmes do Marvel Studios, com isso, resolvemos criar uma linha cronológica das aparições do Tesseract nos cinemas para facilitar a vida dos fãs.

A primeira vez que vemos o Tesseract em um filme da Marvel acontece em 1942, durante o prólogo do filme Capitão América: O Primeiro Vingador. Nunca ficou exatamente claro como o Tesseract chegou ao nosso planeta, mas de acordo com relatos dos filmes posteriores, o artefato foi utilizado por diversas civilizações antigas, até o momento em que chegou às mãos dos asgardianos e ficou guardado no cofre de Odin. Eventualmente, o objeto foi trazido para a Terra e deixado em Tønsberg, onde foi guardado por devotos da mitologia nórdica até o momento em que foi encontrado por Johann Schmidt, o Caveira Vermelha.

Cofre do Tesseract em Tønsberg.

Ao longo do filme, o Caveira usou a energia do Tesseract para criar novas armas que ajudariam a HYDRA a vencer a Segunda Guerra Mundial, mas o Capitão América impediu seus planos. No final da trama, o vilão é atingido por um raio de energia enquanto segurava o artefato, algo que fez com que muitos fãs assumissem que ele havia morrido, mas posteriormente, descobrimos que ele foi apenas transportado para um planeta muito distante.

Após isso, o objeto acabou se perdendo no oceano, até que em 1945, Howard Stark, pai de Tony Stark, o encontrou enquanto buscava pelo Capitão América, que também havia ficado preso nas águas congelantes do Ártico. Quando Howard encontrou o Tesseract, ele sabia que o objeto era perigoso e que o governo norte-americano precisava estudá-lo, com isso, ele fundou o dito “Projeto P.E.G.A.S.U.S.”, uma união entre a S.H.I.E.L.D., NASA e a Força-Aérea norte-americana.

Howard Stark encontrando o Tesseract no fundo do oceano.

Por volta de 1980, o Tesseract ainda estava sob controle do Projeto P.E.G.A.S.U.S., mas desta vez, Wendy Lawson era quem liderava as pesquisas com o objeto. Conforme vimos em Capitã Marvel, Lawson era uma Kree infiltrada na Terra que queria usar o artefato para encontrar uma maneira de acabar com a guerra entre os Kree e os Skrull.

Lawson, também conhecida como Mar-Vell, começou a trabalhar em um “Motor de Velocidade da Luz”, usando a energia extraída do Tesseract como base. Após o acidente que concedeu os poderes de Carol Danvers e a morte de Mar-Vell, o Tesseract ficou desaparecido por um tempo e o Projeto P.E.G.A.S.U.S. foi encerrado.

Dra. Wendy Lawson/Mar-Vell

Em 1995, ano que em que a trama de Capitã Marvel acontece, o Tesseract foi encontrado novamente em uma nave de Mar-Vell que estava escondida na órbita da Terra. Goose, a gatinha que é na verdade um alienígena da raça Flerken, engoliu o artefato como forma de protegê-lo dos Kree, vomitando ele posteriormente na mesa de Nick Fury, que havia se tornado diretor da S.H.I.E.L.D..

Desde então, o objeto ficou sob controle da S.H.I.E.L.D. até 2012, ano em que acontecem os eventos do primeiro filme dos Vingadores, onde Loki invade o local em que o Tesseract estava escondido e rouba o objeto para si.

Tesseract no cofre da S.H.I.E.L.D. antes do Loki rouba-lo.

Com a derrota de Loki, Thor decide levar o Tesseract para Asgard novamente. Depois que Odin usa o Tesseract para reparar a Ponte Arco-Íris, ele incumbe Heimdall de proteger o artefato com sua vida, mas isso não dura muito tempo, já que Loki usurpa o trono de Asgard e coloca o Tesseract no cofre de Odin novamente. Em Thor: Ragnarok, vimos Asgard sendo destruída por Hela e Surtur, mas antes que o lar de Thor fosse destruído, Loki resolve roubar o Tesseract para si novamente, afinal, mesmo que ele tenha se redimido das maldades que fez no passado, ele ainda era o Deus da Trapaça.

Thor e os remanescentes de Asgard partem em busca de um novo lar, mas seus planos são interrompidos quando Thanos, intercepta a nave deles. No começo de Vingadores: Guerra Infinita, vemos Thanos e seus seguidores dizimando a maioria dos asgardianos que sobreviveram, incluindo Heimdall. O objetivo de Thanos era muito simples: recuperar o Tesseract – e ele consegue.

Quando Loki entrega o objeto ao Titã Louco, Thanos quebra o cubo cósmico e revela a Joia do Infinito que estava guardada dentro dele, adicionando-a imediatamente à sua manopla. Assim, encerra-se a jornada do Tesseract nos filmes do Universo Cinematográfico Marvel, ao menos por enquanto.

Loki entregando o Tesseract para Thanos.

O texto acima foi uma sugestão da leitora Mariana de Biasi.

Fique com imagens de Vingadores: Ultimato, próximo filme em que veremos a Joia do Espaço.

Vingadores: Ultimato estreou nos cinemas dia 25 de abril de 2019.

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'