Capa da Publicação

Produtores da animação “Arlequina” explicam porque ela é tão interessante!

Por Raphael Martins

Falta apenas um dia para a estreia de Harley Quinn, a primeira série animada protagonizada pela Arlequina, na plataforma DC Universe. A primeira temporada, que terá 13 episódios e trará Kaley Cuoco (The Big Bang Theory) fazendo a voz da personagem.

Na animação, veremos Arlequina tentando seguir com sua vida após terminar seu relacionamento com o Coringa, pedindo a ajuda de Hera Venenosa e outros “amigos” para tentar entrar na Legião do Mal. É claro que nada sai como o esperado, o que garantirá muitas confusões hilárias e violência desnecessária.

Em uma entrevista dada ao site CBR para promover a série, Justin Halpern e Patrick Schumacker, showrunners da atração, falaram um pouco sobre a personagem e por que ela é tão adorada por tantas pessoas.

Para Halpern, é justamente a falta de controle da Arlequina que atrai tanto as pessoas:

“Ela não tem nenhum controle sobre seus impulsos, algo que nenhum de nós conseguiria passar pela vida sem ter, mas é divertido ver outra pessoa se comportando assim. Também acho que ela vive sob um certo código moral muito pessoal, que ela se recusa a quebrar por quem quer seja.”

Patrick Schumacker também diz que ela tem “um coração de ouro”, apesar de ser uma vilã:

“Eu acho que ela é uma personagem com muitas contradições, contradições interessantes, e isso a torna complexa, interessante e passível de falhas. Acho que as pessoas realmente apreciam isso.”

Veja imagens da série animada aqui embaixo:

Arlequina chega ao DC Universe no dia 29 de novembro.

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael