Pokémon: Detetive Pikachu – Supervisor de efeitos especiais afirma que Mr. Mime foi feito para parecer mais irreal!

Capa da Publicação

Pokémon: Detetive Pikachu – Supervisor de efeitos especiais afirma que Mr. Mime foi feito para parecer mais irreal!

Por Guilherme Souza

Em Pokémon: Detetive Pikachu, vimos os monstrinhos que conhecemos através dos jogos, animes e mangás da franquia, ganhando vida através de visuais mais realistas e que realmente pareciam criaturas do mundo real, porém um ou outro parecia destoar do padrão estabelecido pela produção e eram mais cartunescos.

Um dos que mais se encaixa nesse quesito é o Mr. Mime, que apesar de possuir texturas mais realistas, é menos crível do que os demais monstrinhos. Em uma recente entrevista, Pete Dionne, supervisor de efeitos especiais do filme, revelou que o visual de Mime foi feito para parecer mais falso, já que queriam evitar que o público ficasse chocado com algo mais humano:

“O visual do Mr. Mime no anime é muito simplista em comparação aos outros Pokémon que trabalhamos. Ele possui uma forma humanoide, mas com proporções muito cartunescas em seu rosto. honestamente, ele é assustador, e imaginá-lo como um humano é assustador para nós e isso certamente causaria pesadelos no público, sem dúvida.”

O artista revela que eles decidiram logo no início faze-lo menos realista para minimizar o horror do público em ver algo bizarro na tela:

“Logo no começo nós decidimos que a única maneira de fazer esse personagem era tentar e não faze-lo parecer orgânico, uma criatura que respira, mas ir na direção oposta, fazendo-o parecer o mais sintético possível.

 

Ao invés de tentar fazer os braços e o rosto do Mr. Mime parecer com carne e osso e ter uma anatomia óssea e muscular correta, construímos e colocamos sombra nele como se ele fosse uma grande massa de silicone. Então as luzes refletiram nele e toda a sua cabeça e braços brilharam naquele material similar à borracha.”

Isso permitiu menos estranhamento por parte do público e uma maior criatividade por parte da equipe, que pode brincar com outras texturas e materiais digitais.

“A pele dele parece bem reconhecível como materiais do mundo real, mas claramente não é orgânico. A mesma coisa acontece com as ombreiras dele. Olhamos para as da animação e decidimos faze-las como se fossem bolas de borracha vermelhas. E para o torso, nós nos baseamos em espuma.”

Com isso, o artista afirma que conseguiram encontrar o balanço ideal entre algo cartunesco e algo mais realista, que não deixasse as pessoas desconfortáveis.

Fique com imagens de Pokémon: Detetive Pikachu em nossa galeria:

Fonte: CBM

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'