Capa da Publicação

Game of Thrones – Equipe fala sobre como foi gravar a grande batalha da 8ª temporada!

Por Raphael Martins

Fortes emoções aguardam os fãs de Game of Thrones em sua oitava e última temporada. Enquanto o exército dos mortos caminha a passos largos em direção a Winterfell, aumentando seus números a cada dia, cabe à frágil aliança formada pelos personagens principais se preparar para o confronto definitivo, que irá decidir o futuro de toda a humanidade.

E é justamente essa batalha, costumeiramente chamada de “Batalha de Winterfell”, que promete ser a maior sequência de ação da história da série. Ela envolverá vários personagens de muito destaque, como  Daenerys Targaryen (Emilia Clarke), Tyrion Lannister (Peter Dinklage), Arya Stark (Maisie Williams), Sansa Stark (Sophie Turner) e Brienne of Tarth (Gwendoline Christie) em uma cena que deve superar até mesmo a “Batalha dos Bastardos”, que ocorreu na sexta temporada.

Mas gravar uma cena com essa escala de magnitude não é nada fácil. O diretor do episódio, Miguel Sapochnik, que também dirigiu a “Batalha dos Bastardos”, teve que se desdobrar junto com sua equipe para fazer com que tudo funcionasse como deveria, encarando muitas horas de gravações extremamente difíceis e cansativas.

O veículo Entertainment Weekly, que esteve no set de gravações do episódio, dá detalhes sobre a maratona que elenco e produção tiveram que enfrentar:

O episódio 11 precisou de semanas de gravações noturnas extenuantes. Imagine cerca de 750 pessoas trabalhando a noite inteira por quase três meses no meio de uma área rural: as temperaturas chegavam a menos trinta graus; trabalhando em meio a chuva gelada e ventos penetrantes, com lama até os tornozelos, cheirando a estrume de cavalo e fumaça. As estrelas de Game of Thrones precisam de alguma persuasão para ficarem calmos com essa experiência, porque ninguém quer parecer como se estivesse estivesse chorando (como diria O Cão). Mas se você passa até mesmo um breve tempo no set, você compreende que aprontar essa batalha foi uma brutalidade sem precedentes.”

Para conseguirem algum calor, os atores ocasionalmente se reúnem em torno de um aquecedor em uma tenda ou se agacham dentro dos trailers da produção. Mas para a equipe de produção da série, não há descanso.

“Eu ouvi que a equipe estava conseguindo 40 mil passos por dia em seus pedômetros”, Liam Cunningham (Ser Davos Seaworth) diz. “Eles são grandes herois.”

Para Sapochnik, o truque para fazer a batalha em si funcionar e ao mesmo tempo evitar a fadiga do elenco e da produção era gravar menos lutas:

“Parece que a unica maneira de abordar isso corretamente é pegar cada sequência e se perguntar: ‘Por que eu deveria continuar assistindo isso?’. Uma coisa que eu descobri é que quanto menos ação – e menos lutas – você puder ter em uma sequência, melhor.”

O diretor também explica por que decidiu gravar a cena inteira de uma vez, levando aproximadamente 11 semanas para tal, ao invés de gravá-la aos poucos, como é comum em filmes de ação:

“Nós construímos essa nova e massiva parte de Winterfell e originalmente pensamos, ‘Nós vamos filmes essa parte aqui e essa parte ali,’ e basicamente tudo se quebrou em tantos pedaços que gravar isso seria como fazer um filme da Marvel, sem nenhum espaço para improvisação. Até mesmo em Star Wars eles constroem certas partes do set e então adicionam muita tela verde. E isso faz sentido. Há eficiência nisso. Mas eu fui aos produtores e disse ‘Eu não quero fazer 11 semanas de filmagens noturnas, ninguém quer. Mas se nós não fizermos isso, vamos perder o que faz de Game of Thrones algo legal, que parece real.”

Será que o esforço da equipe vai compensar? Quais suas expectativas para esta temporada final? Comente!

Confira imagens da oitava temporada de Game of Thrones:

A oitava temporada de Game of Thrones estreia em 14 de abril de 2019.

Fonte: Collider

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael