Capa da Publicação

Fortnite – Epic Games volta a ser processada por usar movimentos de dança sem permissão!

Por Raphael Martins

Fortnite é atualmente um dos jogos mais populares do mundo, com milhões de jogadores espalhados por vários países, uma fama que só cresce a cada dia que passa. Mas com a fama, também vem os problemas com a lei.

Uma das características mais famosas do jogo, os chamados “emotes”, permitem que o avatar do jogador execute uma dancinha no meio da partida algumas delas famosas. O problema é que a Epic Games, produtora do game, parece ter usado esses movimentos de dança sem a permissão de seus criadores.

No ano passado, a desenvolvedora foi processada por vários artistas por apropriação indevida de tais movimentos, o que gerou diversos problemas jurídicos. Agora, o caso voltou a se repetir. O saxofonista Leo Pellegrino, da banda Too Many Zooz, acusa a Epic Games de “conduta ultrajante e indesculpável” por replicarem suas feições sem permissão e por lucrarem às custas de seu “trabalho árduo e fama suada”.

Os advogados do artista se pronunciaram, defendendo seu cliente e partindo para cima da desenvolvedora:

“Não há outro saxofonista que se movimente como Leo P. e nenhuma dúvida de que a Epic procurou explorar suas feições e movimentos próprios para lucrar em Fortnite. Enquanto Fortnite começou a trabalhar muito recentemente com talentos como Mashmello e Weezer, implicitamente reconhecendo a importância da propriedade intelectual que eles desejam usar, ele continua ignorando os direitos de vários artistas dos quais copia descaradamente, incluindo Leo P.”

Alfonso Ribeiro, que ficou famoso por interpretar Carlton Banks na série Um Maluco no Pedaço, foi um dos que processaram a Epic Games por uso indevido de seus passos de dança. Ele acabou perdendo nos tribunais. Resta esperar para saber como este novo caso terminará.

Veja algumas imagens do crossover de Fortnite com Vingadores: Ultimato em nossa galeria:

Fortnite está disponível para todas as plataformas atuais.

Fonte: ScreenRant

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael