Capa da Publicação

Estamos prontos para voltar à “estaca zero” do Universo Cinematográfico Marvel?

Por Guilherme Souza

No ano passado, a Marvel lançou nos cinemas o bem-sucedido Vingadores: Guerra Infinita, que mostrava o aguardado confronto entre os Heróis Mais Poderosos da Terra e Thanos, um vilão que foi construído ao longo de 10 anos de filmes do estúdio.

Esse ano, eles superaram ainda mais o sucesso do longa anterior, elevando a expectativa dos fãs à estratosfera com o aclamado Vingadores: Ultimato. O longa que encerra o conflito entre os heróis e Thanos, serve também como o encerramento desse primeiro ciclo de 10 anos do estúdio, com isso, novas narrativas se iniciam e uma nova grande ameaça desse universo será apresentada, mas como será que os fãs reagirão a isso em longo prazo?

Como sabemos, muitos dos Vingadores originais abandonaram seus postos ou morreram, fazendo com que uma nova leva de heróis tenha que integrar a equipe. Contudo, essa nova formação e uma eventual reunião dos heróis nas telonas não acontecerá de forma instantânea.

Assim como foi feito anteriormente, os novos Vingadores precisarão de filmes solo, além do estúdio precisar de tempo para construir uma nova ameaça tão avassaladora quando Thanos, ou até mesmo pior do que ele. Acontece que com o patamar estabelecido por Guerra Infinita e Ultimato, fica difícil imaginar o Marvel Studios voltando aos tempos em que ainda estava engatinhando e se estabelecendo.

Apesar de hoje o estúdio contar com o apoio de milhões de fãs ao redor do mundo, vai demorar até que ele chegue novamente ao patamar de Ultimato, isso se chegarem. Antes do último filme da equipe, tivemos o lançamento de dois filmes solo, sendo eles Homem-Formiga e a Vespa e Capitã Marvel, que embora tenha se saído muito bem nas bilheterias, devemos levar em consideração o fato de que eles pegaram carona no hype gerado por Guerra Infinita e a antecipação para Ultimato.

Mesmo com boas bilheterias, muitos fãs ficaram com a sensação de que ambos os filmes eram “fracos”, mas se pararmos pra pensar, ambos estavam no mesmo nível de outras produções solo do estúdio, o que significa que o impacto causado pelo filme da equipe pode afetar a aceitação de longas menores e menos ambiciosos, que é o que o estúdio planeja para um futuro imediato.

Vale lembrar que muitos fãs ficaram frustrados com o fato de Ultimato não ter uma cena pós-créditos que desse pistas do que viria no futuro. Com isso, podemos ter uma base de que muitos ficaram mal-acostumados com o padrão estabelecido pelo estúdio, que sempre prometia uma continuação e uma nova aventura épica.

Embora ainda não tenha revelado seu calendário de lançamentos para os próximos anos, tudo indica que os próximos filmes do Marvel Studios serão o da Viúva Negra, Shang-Chi e Os Eternos.

Depois do que aconteceu com a Viúva Negra em Ultimato, é óbvio que o filme solo da personagem fará sucesso, afinal, todos estarão curiosos para saber como a personagem retornou e se o filme afetará o futuro do Universo Cinematográfico Marvel de alguma maneira. O mesmo também acontecerá com Homem-Aranha: Longe de Casa, que será lançado em julho.

Mas será que esse impacto causado por Ultimato se manterá até que um novo filme dos Vingadores seja lançado ou os fãs terão de se adaptar novamente aos filmes mais básicos? Além disso, devemos pensar em como será a aceitação dos filmes que não possuem ligação direta com os eventos de Ultimato. Será que eles também serão considerados “fracos”?

Como sabemos, a Marvel Studios agora pode finalmente usar os X-Men e o Quarteto Fantástico em seus filmes, o que gera possibilidades infinitas e extremamente empolgantes. Sabemos que o estúdio é capaz de nos surpreender e eles com certeza já pensam em formas de superar Ultimato, com isso, é apenas uma questão dos fãs controlarem a ansiedade e se reeducarem até que um novo evento grandioso aconteça.

Independente do que está por vir, as expectativas são grandes, ainda mais quando pensamos em quem será o substituto de Thanos no papel de grande ameaça do Universo.

Fique com imagens de Homem-Aranha: Longe de Casa em nossa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'